Senado adia para o dia 17 o caso Aécio O Dia - Política e País
01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

Senado adia para o dia 17 o caso Aécio

Por O Dia

Por 50 votos a 21, os senadores resolveram adiar, mais uma vez, a sessão na qual a Casa decidiria se acataria ou não decisão da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou o afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) do Senado. O colegiado ainda chegou a determinar o recolhimento noturno do tucano. Nova sessão para discutir o tema será realizada no dia 17.

O plenário do Senado já havia aprovado, quinta-feira, por 43 votos favoráveis e oito contrários, requerimento para votar com urgência a decisão do Supremo que suspendeu o mandato e impôs restrições de liberdade à noite ao senador. A votação em si, no entanto, foi postergada para ontem.

Outra derrota

Mais cedo, o ministro Edson Fachin decidiu rejeitar o mandado de segurança impetrado pela defesa de Aécio, que pretendia suspender o afastamento do tucano das funções parlamentares até o julgamento pelo plenário do STF de uma ação que trata da aplicação de medidas cautelares a políticos. A discussão dessa ação está marcada para o dia 11 de outubro.