FESTIVAL DE RUINDADE

Por O Dia

Fim da temporada se aproximando e, com ele, é visível o desgaste físico e emocional dos jogadores, fruto do fastio com o excesso de jogos e o pouco tempo para treinamentos e trabalhos específicos. Em cada rodada do Campeonato Brasileiro são disputados dez jogos e raramente pinçamos um que tenha tirado a galera do bocejo. Para manter seus jogadores atentos, os treinadores só faltam usar cornetas e despertadores. Renato Gaúcho, Abel Braga, Mano Menezes e Cuca (foto), antes de ser despedido, repetiam que feio é perder, enquanto esbravejavam contra este calendário estúpido e massacrante. Claro que feio é perder, bonito é ganhar, mas as pessoas pagam caro para ver alguma coisa além dos pobres espetáculos que estão sendo oferecidos em campo. Outro dia assisti a Corinthians e Grêmio, considerados pelos analistas como os melhores, e não dormi porque o cachorro do vizinho não parava de latir. Foram mais 90 minutos de nada nesta arrastada procissão.

Comentários

Últimas de Esporte