Adolescente é apreendido suspeito de matar ex-namorada de 48 anos

Segundo a PM, menor invadiu casa da vítima e a agrediu com dez golpes de faca. Testemunhas disseram que casal teve breve relacionamento

Por O Dia

Sidney Carneiro foi morta a facadas por menor com quem já teve romance
Sidney Carneiro foi morta a facadas por menor com quem já teve romance - facebook

Goiás - Um adolescente de 17 anos foi apreendido suspeito de matar a facadas a ex-namorada, a professora Sidney Rodrigues Carneiro, de 48 anos, em Águas Lindas de Goiás, no interior goiano. Segundo a PM, testemunhas viram o momento em que o menor invadiu a casa da vítima.

De acordo com uma reportagem da TV afiliada da Rede Globo em Goiás, o jovem arrombou a porta da casa de Sidney e mandou algumas pessoas que estavam no imóvel irem para um dos cômodos da casa. Foi quando o agressor levou a vítima para a cozinha e a matou com pelo menos dez golpes de faca. Testemunhas revelaram que os dois mantiveram um relacionamento durante um pequeno período e teriam terminado há alguns meses.

Ainda de acordo com a PM, o menor foi detido fugiu e foi detido horas depois. Ele confessou ter matado a mulher, e junto com ele foram apreendidos uma arma de fabricação caseira e um notebook.

O caso foi registrado e está sendo investigado pela delegacia da Polícia Civil de Águas Lindas de Goiás.

'Frio e covarde'

Ex-alunos, colegas e amigos usaram as redes sociais para se despedir da vítima, que era professora da rede municipal de educação de Águas Lindas de Goiás e recentemente havia anunciado que seria bisavó. Em um dos comentários, um internauta aproveitou para atacar o suspeito de mata-la.

"Pois é, e foi assassinada pelo seu amásio de 17 anos, assassino frio e covarde que tirou a vida dessa professora", escreveu o perfil.

Comentários

Últimas de Brasil