AGU corrige para US$ 3,4 milhões valor bloqueado na Suíça no 'propinoduto'

Diferença no saldo foi encontrada na contra de três ex-fiscais da Receita Federal envolvidos em um esquema de evasão de divisas

Por O Dia

Brasília - A Advocacia-Geral da União (AGU) corrigiu no início da tarde desta sexta-feira, o valor que foi bloqueado na Suíça referente a um esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Foram US$ 3,4 milhões (cerca de R$ 10,6 milhões), e não US$ 3,2 milhões (cerca de R$ 10 milhões), como havia divulgado anteriormente.

A AGU informa ter obtido, junto com o Ministério da Justiça, uma decisão favorável na Suíça que garante o bloqueio das contas de três ex-fiscais da Receita envolvidos em um esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro que respondem a ação cível no Brasil.

O caso, que ficou conhecido como "propinoduto", foi descoberto em 2002, após a Suíça informar à Polícia Federal a realização de depósitos em grandes quantias feitos por brasileiros de maneira irregular em bancos do país europeu.

Últimas de Brasil