'A verdade venceu', comemora Michel Temer em vídeo

Recuperado de problemas urológicos, presidente falou após a vitória na Câmara e diz que agora é hora de focar no crescimento do país

Por O Dia

Brasília - Em mensagem gravada na manhã desta quinta-feira, no Palácio do Jaburu, após ter um mal-estar na quarta, dia em que a Câmara arquivou a segunda denúncia contra ele, o presidente da República, Michel Temer, disse - em vídeo divulgado nas redes sociais - que "a verdade venceu" e que agora é hora de focar no crescimento do País.

Temer, que até a quarta-feira dedicou parte da sua agenda no corpo a corpo com os deputados para barrar a denúncia por obstrução de justiça e organização criminosa, agradeceu a cada "deputado e deputada" que ajudou a arquivar a denúncia por 251 votos a 233. "Faremos ainda mais, com a ajuda do Congresso e, principalmente, com a ajuda de todos os brasileiros. Quero até aproveitar para agradecer às deputadas e aos deputados que na votação de ontem reafirmaram o compromisso comigo e com o nosso governo", destacou o presidente, que agora terá o desafio de reaglutinar a base aliada em torno das reformas", disse.

Temer reforçou o bordão de que "Agora, é avançar". "A todos que mantêm a fé no Brasil, a hora é agora. É hora de transformar o País e superar nossos desafios. Agora, é avançar. Vamos continuar a trabalhar, com determinação e muita paz", afirmou o presidente.

Michel Temer grava vídeo após vitória na CâmaraReprodução/Twitter/Palácio do Planalto

Reforçando o mote que quer implementar nesta "terceira fase" do seu governo, Temer diz no vídeo que "o Brasil é sempre maior do que qualquer desafio". "E ficou ainda mais forte depois de ter suas instituições testadas de forma dramática nos últimos meses. No fim, a verdade venceu. Prevaleceram as garantias individuais e institucionais da nossa Constituição", comentou.

O presidente destacou que "é hora de ter foco no que interessa ao nosso povo" e citou o mote do PMDB, que lançou a Ponte para o Futuro, afirmando que a ponte que o governo está construindo para o futuro "é sólida, firme, resistente". "Começamos a construí-la ainda em 2015, certos do nosso caminho e convictos do nosso destino. Era apenas um sonho impresso em papel. Hoje, é a realidade na vida de milhões de brasileiros. Estamos fazendo a travessia", salientou.

Destaque para a 'melhora da economia'

Segundo auxiliares, Temer alterou a mensagem escrita por assessores durante a gravação e fez questão de destacar os focos econômicos. "Os resultados já são visíveis. A economia voltou a crescer depois da maior recessão da nossa história. Essa é a maior obra de meu governo. Com a melhora da economia, estamos reencontrando os empregos, os investimentos estão voltando, o consumo das famílias está crescendo. Estamos consolidando avanços na educação e na saúde. Os programas sociais continuam e serão sempre minha prioridade. Os salários recuperaram o poder de compra", destacou o presidente.

Como faz em todos os seus pronunciamentos e discursos, Temer salientou que "a inflação despencou, os juros caem de forma responsável e consequente". "Batemos recordes de produção no campo e a indústria vem reagindo bem. O comércio e os serviços retomam níveis bem melhores. O trabalho venceu a recessão. A perseverança derrotou o medo", diz.

O presidente afirmou ainda que seu compromisso é o país cada vez maior e melhor. "Um País respeitado no cenário internacional, confiável nas relações comerciais, com credibilidade para atrair investidores nacionais e estrangeiros gerando emprego e renda para todos."

Esclarecimento sobre seu estado de saúde

Segundo fontes, Temer também gravou uma mensagem sobre seu estado de saúde e agradecendo a equipe médica do Hospital Militar, no entanto, este vídeo deve ser veiculado só mais tarde.

O presidente foi submetido na quarta a um procedimento para desobstrução do canal da bexiga após passar mal pela manhã no Palácio do Planalto. Ele passou bem a noite e pela manhã fez alguns despachos com assessores no Palácio do Jaburu, residência oficial. Temer chegou ao Planalto por volta do meio dia e à tarde terá agenda normalmente.

Últimas de Brasil