Mauro Ferreira: Erasmo Carlos revive música de 1971 sobre maconha em DVD

Semente de ontem, 'Meus Lados B' brota hoje

Por O Dia

Rio - Erasmo Carlos até tentou enganar os censores, divulgando que sua música ‘Maria Joana’ fora feita em homenagem a uma filha do compositor Nelson Motta. A censura o pegou na mentira e proibiu a propagação da música cujo título aludia à maconha. Erasmo gravou ‘Maria Joana’ em disco de 1971, mas quase nunca a cantou. Daí sua satisfação de incluir ‘Maria Joana’ no repertório do show ‘Meus lados B’, eternizado em ‘kit’ de CD e DVD recém-posto no mercado pela gravadora Coqueiro Verde Records.

Erasmo Carlos lança DVD e CD ao vivo com a gravação de show em que canta músicas obscuras de sua obraDivulgação Coqueiro Verde / Renata Duarte

No DVD, Erasmo rebobina 22 músicas menos ouvidas de seu cancioneiro. A maioria é dos anos 1970, década em que o ‘Tremendão’ flertou com o samba-rock. ‘Mané João’, tema de 1972 criado para ser fusão de rock com baião, é um dos temas do DVD que evocam o gênero.

À frente da banda afiada, que garante o peso de rocks como ‘Análise descontraída’ (1976) e ‘Dois animais na selva suja da rua’ (1971), música dada a Erasmo por Taiguara, o cantor dá voz em clima sedutor a repertório de boa qualidade, que destaca músicas como ‘Meu mar’ (1972). O frescor de Erasmo impede ‘Meus lados B’ de soar mofado.

Últimas de Diversão