Cordão da Bola Preta arrasta multidão pelo Centro do Rio

Foliões usavam a tradicional camisa do bloco, branca com as bolas pretas, desta vez, na versão comemorativa que festeja os 99 anos de fundação

Por O Dia

 Rio - O bloco de rua mais tradicional do Rio, o Cordão da Bola Preta, começou a desfilar por volta das 10 horas deste sábado, no Centro do Rio. O Bola Preta costuma reunir 1 milhão de pessoas e cantar marchinhas históricas. Por volta das 9 horas, o movimento de foliões já era grande na concentração do bloco, na Rua Primeiro de Março, uma das principais vias. O bloco tem como porta-bandeira a atriz Leandra Leal.

GALERIA: Empolga às 9 e Bola Preta agitam o sábado de Carnaval

Desfile desse ano homenageou Pixinguinha%2C que saia no bloco que comemora 100 anos em 2018Reprodução/Facebook

Foliões usavam a tradicional camisa do bloco, branca com as bolas pretas, desta vez, na versão comemorativa que festeja os 99 anos de fundação. Foi o caso de Francisco Antunes, de 68 anos, que frequenta o Bola Preta desde jovem. "O desfile do Bola é perfeito, os músicos são ótimos e aqui eu encontro muitos amigos", disse o servidor público aposentado.

Rogério Amaro, de 28 anos, que estava com um grupo de amigos vestidos de índio, disse que o Bola Preta seria apenas o primeiro bloco de sua jornada do primeiro dia de carnaval. "A gente quer ir a mais três blocos depois daqui. É só todo mundo aguentar o ritmo para a gente não perder ninguém", brincou.

As amigas Larissa Costa, de 24 anos, e Camila Pinheiro, de 26 anos, foram vestidas, respectivamente, de Mulher Maravilha, uma das fantasias mais vistas no bloco, e de noiva. "Chegamos cedo para conseguir uma posição boa, mas daqui a pouco fica tudo lotado e quase não dá mais para andar", disse Larissa, ainda na concentração. "O bom é que hoje não está o calor da semana passada. Tudo perfeito", completou Camila.

O sábado de carnaval amanheceu nublado, depois de vários dias de sol e calor no Rio. Por volta das 10h30 fazia 26ºC. A máxima prevista para o sábado é de 33ºC, com 80% de probabilidade de chuva, conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).