Série mostra configurações familiares que fogem às convenções

Programa documental ‘Família É Família’, dirigida por João Jardim, estreia no GNT

Por O Dia

Rio - Um câncer e a retirada do útero impossibilitaram Susana de ter filhos. Mas a doença não fez ela desistir do sonho de ser mãe. O jeito de Susana e o marido, Renato, foi recorrer à barriga solidária. Após uma inseminação artificial, a irmã dele engravidou de gêmeos, dando alegria em dobro ao casal.

Renato e Susana com os gêmeos Theo e Gabriel%3A inseminação artificialDivulgação


Histórias como a de Susana e Renato fazem parte da nova série documental ‘Família é Família’, que estreia hoje, às 20h30, no GNT. Com direção de João Jardim (do filme ‘Getúlio’ e do documentário ‘Lixo Extraordinário’), o programa mostra em 13 episódios as novas configurações familiares, que rompem com a estrutura convencional.

“Não é todo mundo que passa pelo que eu passei e tem esse final feliz”, diz Susana, que apresenta seus filhos, os gêmeos Theo e Gabriel, logo no primeiro episódio da série.

O programa também vai mostrar a história do casal que decidiu adotar quatro irmãos depois de 16 anos junto sem conseguir ter filhos. Em outro episódio, um casal homossexual de São Paulo também recorreu à inseminação artificial para ter uma filha e hoje mora com a mãe da menina.

Últimas de Televisão