Luxemburgo: 'Tudo que está acontecendo de moderno no futebol fui eu quem trouxe'

Treinador participou do programa 'Resenha ESPN' e relembrou histórias da sua carreira

Por O Dia

São Paulo - Em participação no programa 'Resenha', da ESPN Brasil, na noite deste domingo (30), o técnico Vanderlei Luxemburgo relembrou alguns momentos de sua carreira e falou sobre diversos assuntos. Ele voltou a afirmar que "tudo que tem de moderno hoje no futebol fui eu quem trouxe para o Brasil". Se intitulou ainda como vanguarda entre os treinadores de futebol. 

Luxa também relembrou sua briga judicial com o ex-jogador Edmundo, hoje comentarista da FOX Sports, e disse que "nunca deveu nada" para ele. Em 2015, os dois fizeram um acordo na Justiça e o treinador se comprometeu a pagar R$ 2,3 milhões em dez parcelas ao seu antigo comandado.

Luxa participou do programa 'Resenha ESPN'Reprodução / ESPN

"Isso é uma grande bobagem, eu nunca devi ao Edmundo. Não devo, ele fala que eu devo e ganhou um dinheiro de mim na Justiça, mas nunca devi um centavo. Ele não tinha direito a nada. Ele tinha cheque meu e eu esqueci, todo mundo sabe dessa história. No dia que ia caducar ele foi lá na Justiça. Legalmente ele tinha direito, mas moralmente não", afirmou.

Edmundo entrou com processo contra Luxemburgo em 2006, por conta de dois cheques sem fundo não pagos. O processo se alongou, acumulou juros e chegou a um total de R$ 2,8 milhões. Contas, bens, rendimentos e até salários de Luxa foram penhorados, até que o treinador aceitasse fazer um acordo no ano passado.

Em outro momento da entrevista, Luxemburgo questionou a postura da ESPN e chegou a rebater o apresentador André Plihal. Ele lembrou das acusações que fez a respeito de manipulações de resultados no futebol chinês. Dias depois, em entrevista à ESPN Brasil, Luiz Felipe Scolari, atual técnico do Guangzhou Evergrande, chamou as declarações de Luxa de "ridículas".

Zé Elias imitando Luxemburgo durante o 'Resenha ESPN'Reprodução / ESPN

Luxemburgou disse que, dias após suas acusações, jogadores de futebol chineses foram presos por envolvimento em manipulação de jogos (na verdade, foram atletas que atuavam no campeonato de Hong Kong, não na liga chinesa).

"Deveriam então pegar o telefone de novo e falar: 'Felipão, e agora? Falou que o Vanderlei está maluco, falou que não tem corrupção, e agora, como explica esses jogadores presos?'. Tem que ser séria a coisa. Ficou só o que ele falou contra mim", reclamou o técnico.

Plihal argumentou que a ESPN não procurou Felipão para comentar as declarações de Luxemburgo, e sim a assessoria de Scolari que ligou para a emissora para se posicionar. Mas Luxa não aceitou a explicação.

"Então deveria esperar a assessoria de imprensa ligar de novo? André, estou nesse negócio há muito tempo. Se tem uma notícia nova aqui, vocês vão atrás. Deveria ser dessa forma. Saiu todo mundo me dando pancada por causa do Felipão", disse.

O clima, porém, não ficou pesado, e a entrevista transcorreu normalmente depois disso.

Luxemburgo se diverte com imitação do ex-jogador Zé Elias durante o 'Resenha ESPN'Reprodução / ESPN

O momento mais descontraído do programa aconteceu quando o ex-volante Zé Elias vestiu um terno e passou a imitar Luxemburgo. Em um número recheado de palavrões, o comentarista lembrou de casos do treinador e fez todos os presentes caírem na gargalhada. "Assim a ESPN vai sair do ar", chegou a brincar Plihal. Numa delas, Zé faz a representação de um jogo no interior de São Paulo, pelo Santos, em que a torcida pegava no pé de seu colega de equipe, Marcinho - meia-atacante, que foi contratado do CRB.

Ao perceber a bronca que vinha das arquibancadas, Luxemburgo chamou o jogador, pediu que o olhasse em seus olhos e berrou:

- Marcinho, se o p… tá no seu c…, corre dele, p…a!

Tudo isso seguido de muitas risadas e de um abraço carinhoso entre o técnico, atualmente sem clube, e seu imitador e ex-comandado.

Últimas de Esporte