Brasil tem novos candidados a herói contra o México

Willian, Bernard e Ramires são as opções caso Hulk seja vetado

Por O Dia

Rio - Braços fortes, físico avantajado e um apelido que inspira. Da Paraíba, Felipão escolheu um super-herói capaz de jogadas incríveis no ataque e disposição para voltar e ajudar o lateral na marcação. Mas, como todo paladino, Hulk tem seu ponto fraco. E desta vez foi a coxa esquerda, que, apesar de o exame de ressonância magnética não ter mostrado lesão, pode tirá-lo da partida deste terça contra o México.

O treinador brasileiro tem opções, mas com outros poderes. Bernard tem a velocidade de um ciclone, Willian, a inteligência de um estrategista, e Ramires, a marcação elétrica de um dínamo.

Ramires pode entrar no lugar de HulkDivulgação

“O Thiago (Silva) disse que posso escolher de olhos fechados. Um olho já está quase fechado (por causa de um terçol). Então, estou tranquilo”, disse Felipão. Ele não demonstrou preocupação com a possibilidade de desfalque.

“Se houver dificuldade com o Hulk, que vem jogando e se posicionando da forma que a gente deseja, tenho jogadores que, com características um pouco diferentes, também têm qualidades que podem acrescentar ao time e podem nos ajudar contra o México”, declarou, sem descartar a participação do atacante.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Apesar da lesão muscular, o jogador do Zenit, da Rússia, está longe da lista dos que mais atuaram este ano. Somente Julio Cesar jogou menos do que o camisa 7 da seleção brasileira. O goleiro foi a campo em oito partidas pelo Toronto, na Major League Soccer, enquanto Hulk disputou 12 partidas pelo seu clube, marcando 10 gols.

LEIA MAIS: A tabela e a classificação da Copa do Mundo

Figura importante do time de Felipão, Hulk esteve em 16 dos 24 jogos da seleção brasileira sob o comando do treinador: foram 12 vitórias, três empates e uma derrota. Das últimas duas vezes em que não pôde jogar por lesão — Austrália e Coreia do Sul —, Bernard foi o seu substituto.

Willian é o '12º' jogador da seleção brasileiraReuters

No entanto, em uma Copa do Mundo, Felipão pode preferir o maior ímpeto marcador de Ramires do que a alegria nas pernas do atacante do Shakhtar ou a categoria de Willian.

Feliz, atacante desabafa por não ter lesão mais séria

Pelo Twitter, Hulk mostrou alívio por não ter uma lesão séria que o impedisse de jogar a Copa:“Graças a Deus era apenas um incômodo” , escreveu.

Felipão não descartou a escalação do meia-atacante contra o México, mas, no treino de reconhecimento no Castelão, testou Ramires entre os titulares. O volante foi o destaque do jogo do time reserva com o Fluminense sub-20, sábado, fazendo uma função parecida com a do titular.

O capitão Thiago Silva fez questão de dar uma palavra de apoio a Hulk:“Se ficar fora, é uma grande perda. O Felipão tem 23 jogadores e todos têm condições. Ele fecha o olho e escolhe. Tem Bernard, Willian, Ramires... Ficamos tristes por perder um jogador por lesão, mas estamos aqui para dar apoio a ele”, disse Thiago Silva.

Últimas de _legado_Copa do Mundo