Muricy Ramalho vê clássico como chance de atestar evolução do Fla

Contra o Vasco, técnico rubro-negro manterá a equipe que goleou a Portuguesa, na quarta-feira, no Raulino de Oliveira

Por O Dia

Rio- Pela régua de Muricy Ramalho, a dimensão de um Flamengo e Vasco jamais será subestimada, mesmo que a partida não tenha caráter decisivo, como a deste domingo, em São Januário. O treinador confirmou, após o treino desta sexta-feira, que manterá a equipe que goleou a Portuguesa por 5 a 0 na última quarta. Segundo ele, o time precisa de testes mais difíceis do que o último jogo para atestar a evolução do trabalho recém-iniciado.

Muricy Ramalho se espelha na vitória sobre o Atlético-MGDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

"A gente tem muito cuidado com a nossa preparação. Nós levamos muito a sério, não importa o adversário. Mas é claro que clássico é importante. Não vai definir muita coisa, mas dá confiança. E a gente precisa medir força. Espero que façamos um bom jogo, como foi contra o Atlético-MG", disse o técnico.

Escolado em clássicos, Muricy se escalou para ser o entrevistado do dia - ele tem falado mais depois do que antes dos jogos. Durante a semana, a diretoria já havia proibido as entrevistas exclusivas. Apenas uma forma de blindar seu grupo que, no ano passado, sofreu derrotas para o Vasco depois de Jorge, Sheik e Guerrero terem dado declarações que foram recebidas como provocações do outro lado. E de também não esquentar o ânimo dos torcedores antes de uma partida que preocupa tanto no quesito segurança.

"Por isso que estou aqui hoje. Se vem um jogador, vocês (jornalistas), inteligentes, fazem perguntas para criar polêmica. Aqui não é para falar bobagem que depois possa passar para o campo. É para jogar futebol."

Apesar de toda preocupação com o fato de o jogo ser em São Januário, Muricy minimizou os problemas. Embora admita que, esportivamente, jogar em casa reserva vantagem ao Vasco, ele elogiou muito o gramado do estádio.