Fluminense busca solução caseira

Wagner e jovem Luiz Fernando podem ‘reforçar’ o time contra o Resende

Por O Dia

Rio - Cercado por muitas dúvidas, Cristóvão Borges iniciou a semana no Fluminense com a missão de reabilitar o time no Carioca no próximo domingo, contra o Resende, em Volta Redonda. À espera de reforços ‘caseiros’, ele tem a consciência de que o reformulado elenco precisa ser encorpado. Desfalque nas últimas quatro rodadas, o meia Wagner vive a expectativa de voltar.

Em recuperação de uma forte pancada no tornozelo esquerdo, o camisa 10 participa dos treinos com bola desde a semana passada. Durante sua ausência, Cristóvão observou Vinícius, Robert e até testou Marlone mais adiantado. Mas nenhum deles agradou. Com a saída de Conca, a importância de Wagner no meio de campo aumentou ainda mais a pressão sobre seus possíveis substitutos.

Wagner está de volta ao FluDivulgação

“Não digo que estamos em alerta (fora do G-4), mas acho que incomoda. Temos que trabalhar forte. Só com as vitórias nós vamos apagar essas derrotas. Domingo vamos tentar reverter a situação”, disse Vinícius.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

A dúvida sobre Wagner não é a única dor de cabeça de Cristóvão. Além de perder Edson, suspenso pelo terceiro amarelo, ele não poderá contar com Rafinha, expulso contra o Vasco. Luiz Fernando, de 19 anos, é primeira opção. Cria de Xerém, o volante estreou como profissional contra o Bayer Leverkusen, na Florida Cup, nos EUA.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Liberado para os treinos físicos, Guilherme Mattis corre contra o tempo e pode ser opção. Livre das dores no joelho direito, o zagueiro aparece como solução de emergência para a contestada defesa, que sofreu gols em cinco dos seis jogos no Carioca.

Santos sonha com Walter e oferece Thiago Ribeiro

Após a negociação com o Grêmio esfriar, o Santos reaparece co</MC>mo possível destino de Walter. Sonho do técnico Enderson Moreira, que o comandou no Goiás, o atacante foi procurado no início do ano, mas o alto salário estagnou a conversa. Agora, o Peixe quer incluir o atacante Thiago Ribeiro em uma troca por empréstimo até dezembro.

O custo de Walter é uma preocupação para a diretoria. Este ano, ele passou a receber cerca de R$ 250 mil, mas a Unimed, responsável pela maior parte do valor, está em atraso desde novembro. Além disso, o clube deve R$ 6,2 milhões ao Porto pela compra de 25% de seus direitos.

Com fortes dores abdominais, Robert foi poupado pelo segundo dia seguido e foi examinado pelo departamento médico, que não se pronunciou.