Michael é julgado por doping e pega suspensão no Flu até o fim de agosto

Caso do atacante foi analisado na manha desta segunda-feira e houve acordo entre as partes

Por O Dia

Rio - O caso de doping do atacante Michael foi analisado na manhã desta segunda-feira e, de acordo com o julgamento em sessão da Corte Arbitral do Esporte (CAS), houve acordo entre as partes. A decisão é de que o jogador cumprirá suspensão, ficando até o dia 31 de agosto sem poder atuar pelo Fluminense. O atleta acabará cumprindo efetivamente cerca de 13 meses, pena bem inferior à pena-base exigida pela Wada em casos similares.

A suspensão prevista era de dois anos, porém, na sessão, o Painel da Corte, por meio de um acordo, aceitou diminuir o tempo. Além disso, também foi considerado o tempo que a Fifa e a Wada levaram para marcar o julgamento após a solicitação da cópia integral do processo do jogador no Brasil ter sido enviada traduzida pela CBF.

Michael foi pego no doping por uso de cocaínaMárcio Mercante / Agência O Dia

O Fluminense prestou toda a assistência jurídica ao atleta, Tanto na primeira e segunda instância (ambas no Brasil – TJD e STJD), como na Corte Internacional. Nas duas primeiras, o atleta foi assistido por Mário Bittencourt e Roberta Fernandes e nos CAS, Michael foi defendido por Daniel Cravo, advogado que representa o Fluminense na área desportiva internacional.

Atualmente o atacante segue treinando normalmente, nas Laranjeiras, o que também foi possível mediante acordo, e em setembro estará de volta durante o Campeonato Brasileiro.

Relembre o caso

Michael foi pego no exame antidoping no começo de 2013 pelo uso de cocaína. Ele foi pego após a partida contra o Resende, pelo returno do Carioca deste ano, na qual o Fluminense venceu por 2 a 0, com um gol seu. Michael assumiu que fez uso da droga. Ele cumpriu suspensão voluntária enquanto aguardava o julgamento pelo TJD-RJ. No começo de agosto o STJD definiu, por unanimidade, que o tribunal estadual lhe enviasse os autos do processo devido a demora.