Vasco encara último algoz pelo título da Taça Guanabara

Gigante reencontra responsável pela última derrota, mas histórico recente é favorável a Cruzmaltino

Por O Dia

Rio - O Vasco está muito perto de voltar a conquistar a Taça Guanabara, o que não acontece desde 2003. Para isso, precisará vencer o Fluminense amanhã, algo comum nos confrontos recentes entre os dois. Só que o rival de domingo, em Manaus, também pode ser considerado uma pedra no sapato, afinal, foi o responsável pela última derrota vascaína.

Se não fosse o gol de Gerson nos acréscimos do primeiro tempo naquele 1 de novembro de 2015, a sequência invicta do Vasco seria ainda maior. Atualmente há 20 jogos sem perder, o time de Jorginho poderia estar com 27, se não fosse o Fluminense.

Vasco busca a primeira colocaçãoPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

Apesar desse tropeço, o Vasco tem se dado muito melhor no confronto. Até a derrota em 2015, o Cruzmaltino vinha de 10 jogos sem perder para o rival, com sete vitórias nesse período.
Mas para o clássico de amanhã, manter apenas a invencibilidade não adianta. Como está em segundo por causa do saldo de gols, só a vitória dará o título ao Vasco. Mas, para Jorginho, o mais importante é na frente.

“A conquista do Campeonato Carioca é que é fundamental. Ajuda muito se ganharmos essa primeira fase. Primeiro temos que fazer a nossa parte. Esperamos chegar em primeiro lugar”, analisou Jorginho, minimizando as atuações abaixo do esperado nas últimas partidas.
“O Vasco vinha de algumas atuações não muito boas, mas não jogou mal contra o Remo. Jogar em Belém é sempre difícil e pesado.”

E o time deve ter apoio grande na Arena Amazônia. Centenas de torcedores foram recepcionar o time na chegada ao aeroporto e outro grande número foi assistir ao treino de ontem.

“É sempre uma surpresa muito bonita. A cada viagem temos a noção da história e do tamanho da torcida do Vasco em todos os cantos do país”, disse Martín Silva ao site oficial do clube.