Vaticano proíbe comércio de relíquias

Congregação para a Causa dos Santos também divulgou novas normas para a exposição de peças históricas

Por O Dia

Vaticano - O Vaticano advertiu neste sábado os católicos que desejam presentear no Natal relíquias e recordações de santos, que é proibido o seu comércio, principalmente no mercado digital.

Venda de relíquias no Vaticano está proibidaFoto%3A EFE

"O comércio ou venda de relíquias está absolutamente proibido", determinou a Congregação para a Causa dos Santos, que fixou novas normas para a exposição de relíquias.

Ossos, fios de cabelo, dedos e pedaços de roupa de santos da Igreja Católica, alguns deles preservados e venerados durante séculos, atraem multidões de fiéis aos santuários onde as relíquias são exibidas.

Mas nos últimos anos, sites de comércio de relíquias se multiplicaram e, em vários casos, enganam o comprador. O Vaticano reiterou que não apenas foi proibida a venda, mas também as relíquias não podem ser expostas em igrejas para a veneração dos fiéis sem um certificado de autenticidade.

O manual elaborado pela Congregação para a Causa dos Santos explica que são consideradas relíquias insignes "corpos de beatos e santos, partes notáveis dos mesmo corpos ou todo o volume de cinzas derivado de sua cremação".

"São consideradas relíquias não insignes pequenos fragmentos do corpo de beatos ou santos, e objetos que estiveram em contato direto com suas pessoas".

As relíquias também "devem ser possivelmente guardadas em urnas seladas", e "conservadas e honradas com espírito religioso, evitando qualquer forma de superstição e comercialização", ressalta o Vaticano.

As novas disposições estabelecem que se evite dar publicidade a todo culto indevido, vigiar que não sejam substraídos relíquias ou material das urnas, e lembram que não se pode desmembrar os corpos para confeccionar relíquias.

O Vaticano adverte que, antes de realizar qualquer operação envolvendo as relíquias ou seus restos mortais, deve-se observar tudo o que está prescrito pela lei civil.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência