Policial militar é morto na porta de casa, em Olaria, na Zona Norte do Rio

No local do crime, foram encontradas mais de 20 cápsulas de pistola calibre 380 e 9mm

Por O Dia

Rio - O soldado da Polícia Militar Ari Rodrigues Pestana Junior, 35 anos, lotado no 41º BPM (Irajá) foi morto por criminosos na porta de casa por volta das 18h20 desta sexta-feira em Olaria, Zona Norte do Rio. O policial lavava o carro, um Chevette, na rua Eça de Queiroz, esquina com  Rua Ibiapina, próximo ao BRT Penha, quando pelo menos dois criminosos chegaram num Renault prata e atiraram contra a vítima.

Ainda de acordo com os policiais do 16º BPM (Olaria), no local do crime foram encontradas mais de 20 cápsulas de pistola calibre 380 e 9 mm. O PM morto seria filho de um coronel reformado da corporação. A Divisão de Homicídios investiga o crime. 

PM lotado em UPP foi morto em Nova Iguaçu na quinta-feira

Lotado na UPP Camarista Méier%2C o PM Adelson da Conceição Júnior foi morto em Nova Iguaçu%2C na Baixada Fluminense%2C quando voltava da festa de aniversário de sua filhaDivulgação / WhatsApp do DIA (98762-8248)

O policial militar Adelson da Conceição Júnior foi morto na noite de quinta, após trocar tiros com quatro bandidos que estavam em duas motos, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O cabo era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Camarista Méier, na Zona Norte, e resistiu a uma tentativa de assalto.

Adelson deixava uma casa de festas na Avenida Governador Portela, onde comemorou o aniversário de sua filha, quando foi surpreendido pelos criminosos. Durante a troca de tiros, sua esposa, Patrícia Moraes do Nascimento, foi atingida no ombro e encaminhada para a Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, no mesmo município. Seu estado não é grave. Outras três crianças estariam no veículo.

Um dos dois criminosos, identificado como Israel Campos Ângelo Júnior, de 19 anos, foi baleado no olho e está internado sob custódia no Hospital da Posse, no Centro de Nova Iguaçu. Seu estado de saúde é grave. O PM ainda chegou a ser levado por colegas do 20ºBPM (Mesquita) para a mesma unidade, mas acabou não resistindo Um menor de 15 anos e um revólver calibre 38 foram apreendidos. Os outros dois conseguiram fugir levando a arma do policial.

De acordo com um PM do 20ºBPM, o responsável pelos disparos que mataram Adelson foram dados pelo menor de 15 anos. Agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense realizaram a perícia no local e apreenderam o carro do policial e a moto usada pelos criminosos para serem periciados. Os agentes procuram testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas na região para análise.


Últimas de Rio De Janeiro