Bala perdida faz mais uma vítima

Mulher foi aingida na cabeça em perseguição a bandidos em Anchieta

Por O Dia

Rio - Uma mulher, cujo nome não foi revelado pela polícia, foi atingida por bala perdida na cabeça durante perseguição policial em Anchieta, na Zona Norte, ontem de manhã. A vítima está internada em estado grave no CTI de hospital particular de Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. Na ação, um suspeito também foi baleado, e o outro, preso em flagrante.

De acordo com a delegada-adjunta da 39ª DP (Pavuna), Elaine Nunes, dois criminosos num carro faziam arrastão, entre Nilópolis, também na Baixada, e Anchieta, quando policiais militares do 20º BPM (Mesquita) e do 41º BPM (Irajá) perceberam a ação e começaram a perseguir a dupla.

Após assaltarem pedestres (cinco deles fizeram registro na delegacia), os vagabundos desceram do veículo, que era roubado, e tentaram fugir a pé. Neste momento, houve a troca de tiros, e a mulher, que estava num ponto de ônibus na Estrada Marechal Alencastro, acabou sendo atingida por um dos disparos.

“Os bandidos tentaram escapar durante a troca de tiros, e um deles acabou baleado no peito. Os PMs conseguiram prender o outro na hora. Pouco depois, os mesmos policiais foram até o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, porque receberam informação de que uma pessoa havia dado entrada no local baleada. Era justamente o segundo bandido, que foi preso e está sob custódia”, disse Elaine.

Marcos Paulo Nunes Galdino, de 25 anos, e Sandro Amaral da Silva, de 18, vão responder por roubo, resistência à prisão e porte de arma. Cinco vítimas de assalto prestaram depoimento, e as armas dos policiais militares foram apreendidas para confronto balístico.

Reportagem de Vinícius Amparo

Últimas de Rio De Janeiro