Chefe do tráfico do Chapadão é preso dentro de hospital particular em Caxias

Wilson Machado da Costa Júnior, o JJ da Melhoral, teria oferecido R$ 100 mil aos policiais para não ser preso

Por O Dia

Wilson Machado da Costa Júnior%2C o JJ da Melhoral%2C foi preso dentro de um hospital particular de Duque de CaxiasDivulgação

Rio - O traficante Wilson Machado da Costa Júnior, de 35 anos, conhecido como JJ da Melhoral, foi preso na quarta-feira, dentro de um hospital particular em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Apontado como o novo chefe do tráfico no Complexo do Chapadão, em Costa Barros, o criminoso foi localizado pelos policiais militares do 15ºBPM (Duque de Caxias), numa ação conjunta com o Comando de Operações Especiais (COE) e a Coordenadoria de Inteligencia (CI) da PM. Ele teria oferecido R$ 100 mil aos policiais para não ser preso.

Segundo informações da Inteligência, JJ da Melhoral também tem ligação com o tráfico nas comunidades da Palmeirinha (Guadalupe) e Nova Holanda (Complexo da Maré). Ele estava internado desde que foi baleado em confronto com os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), semana passada, na Maré. Além de tráfico de drogas, JJ da Melhoral tem passagens pelos crimes de roubo, receptação, extorsão mediante sequestro, tráfico de drogas e lesão corporal. Ele foi transferido para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias.

Contra o criminoso, foi cumprido mandado de prisão por extorsão mediante sequestro. Ele tambémresponderá pelo crime de corrupção ativa. O caso foi registrado na 61ªDP (Xerém).

Últimas de Rio De Janeiro