Funcionária é presa suspeita de facilitar assalto a cartório na Zona Norte

Assaltante seria namorado da filha dela. Filha também se apresentou à polícia nesta terça-feira

Por O Dia

Rio - Uma funcionária de um cartório na Ilha do Governador, na Zona Norte, foi presa nesta terça-feira, suspeita de ter colaborado com o assalto a outro empregado da instituição, em que R$ 60 mil foram roubados. Segundo as investigações, mostradas no RJTV, da TV Globo, Elaine Guimarães dos Santos, de 49 anos, é mãe de Thamires, namorada de um dos acusados do crime. A filha se apresentou à polícia também nesta terça-feira.

A polícia chegou até Elaine porque foram encontradas mensagens de celular trocadas por Adilson Menezes e Thamires. Nas conversas, eles falam sobre a rotina do funcionário do cartório que levava valores até uma agência bancária próxima, na Estrada do Galeão. Segundo a polícia, Adilson e Lucas Lopes foram surpreendidos por PMS após o assalto, na entrada do banco, no dia 10 de março. Na tentativa de fuga, bateram com a moto em que estavam e morreram.

As mensagens estavam no celular encontrado com Adilson, e, nelas, ele prometia “dar um dinheiro” para as duas. Em trecho divulgado da conversa, Adilson perguntava: “Tem como saber o dia que ele vai com R$ 20 mil?” Thamires então respondeu: “Aí é só resolvendo com a minha mãe junto, porque ela que faz as contas e dá o dinheiro para ir ao banco. Mas é muito dinheiro, tomara que dê certo.”

Segundo a delegada Adriana Belém, responsável pela investigação, as penas de Elaine e Thamires podem chegar a 15 anos de prisão. “Certamente quem passou (as informações) foi a Elaine, mãe da Thamires, que já trabalha no cartório há cerca de quatro anos”, disse a delegada.

Últimas de Rio De Janeiro