Polícia prende mais de 20 suspeitos de tráfico em operação na Baixada

Agentes apreenderam ainda um carro, uma moto e material de anotações referentes ao tráfico de drogas

Por O Dia

Rio - Vinte e oito pessoas, entre elas, um PM, foram presas nesta quinta-feira durante uma megaoperação da Polícia Civil, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Rio. A ação, batizada de ‘Castelo de Areia’, visava cumprir 68 mandados de prisão e 78 de busca e apreensão relacionados ao tráfico de drogas e o roubo de cargas em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Outras cinco cidades da Baixada, Ilha do Governador, Complexo do Chapadão e São Gonçalo também foram ‘visitadas’ pelos 250 policiais civis que participaram da ação. Dois carros, sendo um Chevrolet Camaro da cor amarelo, duas motocicletas, duas armas e anotações do tráfico de drogas, foram apreendidas no decorrer da megaoperação.

Segundo o delegado Moysés Santana, assistente da 64ª DP (São João de Meriti), a investigação começou há cinco meses e monitorava a quadrilha do Comando Vermelho (CV), que comanda grandes comunidades do município. Dos 68 mandados, 46 suspeitos são ligados à venda de entorpecentes e outros 22 ao roubo de cargas de cigarros, eletrodomésticos e cosméticos.

“Ao longo do trabalho, foram identificadas duas quadrilhas de roubos de cargas. Já o comércio de entorpecentes é ligado ao traficante Marcinho VP (Márcio dos Santos Nepomuceno, preso desde 2007)”, explicou o delegado.

O carro de luxo — que até virou ‘hit’ sertanejo — pertence a Mauro Correa Portes, receptador da quadrilha. Segundo a polícia, ele comprava as cargas de cigarros roubadas pelos criminosos do CV e revendia em Meriti.

Durante a operação%2C um veículo Camaro também foi apreendidoDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro