'Não divulgamos as viagens dos atletas', diz comitê americano sobre nadadores

No último domingo, Ryan Lochte e Jimmy Feign contaram que sofreram um assalto na Zona Sul. Eles já saíram do Brasil

Por O Dia

Rio - Após a Justiça do Rio proibir os nadadores norte-americanos Ryan Lochte e Jimmy Feign de deixarem o país, o Comitê Olímpico dos Estados Unidos informou que o time de natação já deixou a Vila Olímpica e destacou que não pode "confirmar a localização atual deles".

"Não divulgamos os planos de viagens dos atletas. A equipe deixou a Vila após o fim da competição, então não conseguimos colocar os atletas em disposição", reforçou o comitê em nota divulgada na tarde desta quarta-feira. No último domingo, a dulpa contou que foi vítima de um assalto à mão armada depois de sair de uma festa na Casa da França, na Lagoa, Zona Sul do Rio. Mas o caso já apresentou versões contraditórias.

Vídeo mostra nadador chegando à Vila com pertences que teriam sido roubadosReprodução Vídeo

Imagens do momento em que quatro nadadores americanos chegaram à Vila Olímpica no dia do suposto crime foram divulgadas, nesta terça-feira, pelo jornal britânico ‘Daily Mail’. Segundo a versão dos atletas, eles foram roubados na saída de uma festa na Lagoa quando o táxi em que pegaram para voltar à Vila foi parado por homens que se apresentaram como policiais. O vídeo foi gravado por volta das 7h, três horas depois do momento em que os atletas disseram ter saído da festa.

?LEIA MAIS: Justiça proíbe nadadores americanos de deixarem o país; um deles já saiu

A decisão desta quarta-feira foi da juíza Keyla Blanc, do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos, que também pediu a busca e apreensão dos passaportes dos americanos. “Percebe-se que as supostas vítimas chegaram com suas integridades físicas e psicológicas inabaladas, fazendo, inclusive, brincadeiras uns com os outros”, afirma a magistrada, com base nos registros das câmeras de segurança da Vila.

Em nota, o comitê norte-americano disse ainda que "vão continuar contribuindo com as autoridades brasileiras". A Polícia Federal confirmou que Ryan Lochte deixou país em voo comercial com destino aos Estados Unidos na última segunda-feira. 

Últimas de Rio De Janeiro