Deslizamentos de rochas em Petrópolis deixam duas pessoas mortas

Uma mulher de 49 anos e um idoso de 70 não conseguiram sobreviver e ficaram soterrados

Por O Dia

Rio - Duas pessoas morreram na noite desta segunda-feira, vítimas de um deslizamento de terras em Petrópolis. Identificadas como Consuelo do Carmo, de 49 anos e Paulo Roberto Souza, de 70, as vítimas estavam desaparecidas desde que foram soterradas no bairro Quintandinha, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

Segundo o tenente-coronel Rafael Simão, 70 toneladas de pedras rolaram em direção aos imóveis. Desde sábado os moradores da cidade sofre com fortes chuvas que assolou a região.

O imóveis próximo à Rua Uruguai tiveram que ser interdidtados, mas não há informações dos números exatos de interdições pela Defesa Civil. Quatro casas na região foram diretamente afetadas, sendo três destruídas completamente. 

Em comunicado, a Secretaria de Defesa Civil e Segurança Pública informou que as buscas pelas duas vítimas foram iniciadas logo após o incidente, por volta das 23 horas. Por causa da chuva e da instabilidade em toda área, o trabalho chegou a ser interrompido pouco depois das 3h, mas foi retomado pela manhã desta quarta-feira.

A Defesa Civil pede que a população não se dirija à região. A rua permanece interditada, com risco iminente de novos deslizamentos, por isso toda área foi isolada. Por conta da situação de risco que ainda permanece, os moradores da região foram orientados a sair de casa e a buscar locais seguros.

A igreja Santíssima Trindade e o posto de saúde que funciona no prédio anexo à igreja, além do Centro de Educação Infantil Chiquinha Rola, permanecem estão servindo como ponto de apoio aos moradores.

Últimas de Rio De Janeiro