Menino é atropelado enquanto brincava às margens da Via Dutra

Ele e outras crianças atravessavam correndo trecho da rodovia para pular em poça formada pela chuva. Seu estado é grave

Por O Dia

Rio - Uma brincadeira perigosa acabou com um menino atropelado na Via Dutra, em Jardim América, na Zona Norte, na tarde da última segunda-feira. Julio Cezar da Silva Sales, de 12 anos, junto com outras crianças, atravessava correndo um trecho da pista lateral para pular em uma grande poça formada pela chuva às margens da rodovia quando foi atingido por um carro. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o estado de saúde do menino é grave e ele está internado em um leito de Terapia Intensiva.

O motorista do veículo de passeio parou para prestar socorro e uma equipe da CCR Dutra foi acionado e levou o menino para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. O trecho onde a criança fica próximo à comunidade Beira Rio. Em seu perfil no Facebook, a mãe da criança postou uma foto dele no hospital e desabafou. "Por favor (...) orem muito pelo meu filho, por favor. Que isso sirva de lição para os outros que estavam com ele, parar de ir pra aquele lago maldito. (sic)", disse ela, que tem outros quatro filhos.







No vídeo, recebido pelo WhatsApp do DIA (98762-8248), as crianças atravessam uma faixa da rodovia e ficam no meio da pista para atravessar correndo e pular no lago, formado pela água da chuva. Um deles chega a quase ser atingido por um carro, mas escapa sem ferimentos. A imagem do acidente é forte e a gravação foi interrompida momentos antes do menino ser atropelado.  

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atua na Via Dutra, lamentou o episódio e disse que alerta para o perigo de crianças desacompanhadas às margens de rodovias e que os responsáveis devem ficar atentos sobre a localização delas.

A PRF também informou que sempre que localiza crianças e/ou adolescentes em situações de vulnerabilidade aciona os órgãos competentes. O órgão pede que caso sejam os motoristas presenciem episódios semelhantes ao da última segunda-feira, denunciem através do telefone 191.

Últimas de Rio De Janeiro