Festa de Santo Antônio atrai fiéis na Baixada

Comemoração vai até terça-feira, dia do padroeiro de Nova Iguaçu e Duque de Caxias

Por O Dia

Nova Iguaçu - Se está difícil casar e a missão parece impossível, então esta é uma tarefa para Santo Antônio. Um dos santos mais populares do Brasil é também o padroeiro de duas cidades da Baixada: Duque de Caxias e Nova Iguaçu, que comemoram a data no dia 13, com festa ao padroeiro.

A fama de santo casamenteiro vem de longe. Conta a história que ele ajudou uma moça pobre que não tinha dinheiro para o dote a se casar. Santo Antônio disse-lhe que tivesse fé. Pouco tempo depois surgiram moedas de ouro em sua casa e a moça realizou seu sonho, assim como Roberta Pereira, de 34 anos, moradora de Nova Iguaçu. “Há cinco anos fiz um pedido para Santo Antônio e meses depois conheci meu marido, estamos casados há um ano e felizes. Agradeço muito a Santo Antônio”.

Leda Maria e Ana Paula%2C devotos de Santo Antônio. Santo é padroeiro de duas cidades da Baixada%2C Duque de Caxias e Nova IguaçuCleber Mendes/Agência O Dia

Mas nem só de casamentos é feita a fama do frade franciscano. Ele também é o padroeiro dos humildes e distribuía alimentos a quem passava fome. Daí surgiu o ‘pão dos pobres’, ou ‘pãozinho de Santo Antônio’. Muitas pessoas têm o costume de colocar este pão dentro de potes de farinha ou na despensa, para que nunca falte alimento em casa.

Os devotos têm muitas graças atribuídas ao santo. “Já recebi muitas bênçãos. Uma delas é que há anos minha mãe foi desenganada pelos médicos. Na época fiz trezenas e pedi a ele. Ela ficou curada. Santo Antônio é um poderoso intercessor”, disse Vitor Manuel, 63. Leda Maria, 66, e Ana Paula Cardoso,42, são voluntárias na festa de Caxias e devotas do franciscano. “Ele é um enviado de Deus”, diz Leda. “A comemoração do dia 13 acende a esperança das pessoas que creem em Santo Antônio. É uma celebração muito linda”, afirma Ana Paula.

A festa do padroeiro de Duque de Caxias e de Nova Iguaçu começou na última sexta-feira e vai até o dia 13, dia de Santo Antônio. Em Caxias, são esperados mais de 100 mil pessoas. As barracas, cerca de 100, estão na Catedral e na Avenida Governador Leonel Brizola.

A parte cultural, organizada pela Prefeitura, será na Praça do Pacificador e no palco reversível do Teatro Raul Cortez, onde vão se apresentar todos os dias artistas da região, bandas, DJs, e grupos de dança de quadrilha, entre outras atrações gratuitas. Já em Nova Iguaçu as barracas ficam no Calçadão, no Centro. Até o dia 13, haverá missas e procissão

Últimas de Rio De Janeiro