Floyd insinua ter segurado o ritmo na luta para evitar lesões cerebrais a Conor

Ex-pugilista lembrou de seu tio, que também era lutador, e hoje sofre com doenças relacionadas a pancadas na cabeça, para justificar seu argumento

Por O Dia

Estados Unidos - Mesmo depois de ter passado quase um mês da superluta de boxe entre Floyd Mayweather e Conor McGregor, o assunto ainda continua rendendo pauta. Durante uma entrevista ao podcast 'Hollywood Unblocked', o ex-pugilista americano afirmou que pegou leve para evitar lesões cerebrais ao irlandês.

Floyd Mayweather nocauteou Conor McGregor no décimo assaltoReprodução/Facebook/UFC

"Ele ainda tem uma carreira pela frente, ainda é jovem. Poderia ter acontecido algo grave, e temos que pensar nos lutadores. Veja, por exemplo, meu tio Roger. Agora há pouco recebi uma ligação. Ele está andando sem rumo, falando coisas desconexas. Ninguém consegue achá-lo. Vai acabar no hospital. Danos cerebrais. Essas coisas acontecem", afirmou o ex-campeão de boxe.

Floyd Mayweather nocauteou Conor McGregor no décimo assalto do combate que aconteceu no último dia 26 de agosto, em Las Vegas.

Com a vitória, além de finalizar sua carreira de forma invicta - 50 vitórias em 50 lutas - Floyd Mayweather embolsou cerca de R$ 939 milhões, enquanto Conor McGregor, continua como campeão dos leves do UFC, levou para casa cerca de R$ 313, milhões.

Últimas de Esporte