CBF demite o jornalista Rodrigo Paiva e o médico José Luiz Runco

Durante a Copa do Mundo, gerente de comunicação foi suspenso por quatro jogos por agredir um jogador chileno

Por O Dia

Rio - A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) demitiu, nesta terça-feira, o diretor de comunicação Rodrigo Paiva e o médico José Luiz Runco. A decisão foi tomada um dia depois de a entidade confirmar as saídas do técnico Felipão, do auxiliar Flávio Murtosa e do coordenador Carlos Alberto Parreira.

Runco era chefe do departamento médico da CBFDivulgação

Rodrigo Paiva, que estava na CBF há 12 anos, ficou em evidência durante a Copa do Mundo ao ser acusado de agredir o atacante chileno Pinilla no intervalo do jogo Brasil x Chile, pelas oitavas de final. O incidente rendeu uma suspensão de três jogos ao jornalista, além de um quarto jogo que seria cumprido se ele voltasse a se envolver em um incidente.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

A saída de Runco já estava prevista, por decisão do próprio médico. No começo do ano, ele informou que planejava se desligar da seleção brasileira após a Copa do Mundo para dar espaço a profissionais mais jovens. Ele fez o primeiro trabalho na CBF em 1985, mas foi apenas em 1998 que assumiu o cargo de chefe da equipe médica da seleção brasileira.

Últimas de _legado_Copa do Mundo