Bernard ansioso por atuar com a Seleção em Minas Gerais

Atacante sonho em atuar no estado onde nasceu

Por O Dia

Bahia - A Cada dia Bernard tem uma nova experiência pela Seleção. Após estrear numa competição oficial contra a poderosa Itália, o próximo passo promete ser marcante. Com a classificação do Brasil em primeiro lugar no Grupo A, o jovem atacante do Atlético-MG estará em casa na semifinal, esperando uma grande emoção de jogar na cidade em que nasceu e de ter o apoio dos torcedores do Galo.

Bernard atua no Atlético-MGDivulgação

“Em qualquer lugar já é gratificante jogar pela Seleção. Em Belo Horizonte é ainda mais. É onde nasci, cresci e virei jogador de futebol. Voltar para casa, representando tantos brasileiros, é muito importante. Tenho um carinho grande pela cidade”, afirmou o atacante.

Novo xodó de Felipão, Bernard foi a surpresa na lista de convocados e conquistou o técnico, que antes do jogo da Itália avisou que estava louco para colocá-lo em campo e ver sua alegria nas pernas. Com moral com o chefe, o atacante foi pego de surpresa com as declarações, mas não sentiu a pressão de entrar logo no lugar de Neymar.

Aliás, Bernard quer aproveitar o momento para ganhar ainda mais espaço e chegar ao seu objetivo: “A oportunidade não avisa, tem que estar preparado quando aparece. A minha estreia em jogos oficiais foi ótima, contra uma seleção com tanta história como a Itália. Quero ser reconhecido e espero que venha muito mais por aí”.

MARCAÇÃO IMPRESSIONA

Para alcançar o que almeja, Bernard entende que ainda precisa evoluir muito. Acostumado ao futebol brasileiro, ele admite que sentiu dificuldade para encarar a marcação italiana, mas gostou da experiência para se preparar melhor para os próximos confrontos.

“A marcação é muito forte, os italianos não dão espaço para você jogar, é muito diferente do que acontece no Brasil. Não só a Itália, mas toda a Europa joga assim. É uma entrega tática incrível. Sofri, mas aos poucos vou aprendendo. Serviu demais como experiência”, disse ele.

ARTILHEIRO TAMBÉM NÃO ESCONDE A ANSIEDADE

Não será apenas Bernard que estará em casa jogando no Mineirão. Fred não vê a hora de voltar a vestir a camisa da Seleção no seu estado. Nascido em Teófilo Otoni, o atacante cresceu no futebol jogando pelo América-MG e ganhou projeção mundial no Cruzeiro. Depois de quebrar o jejum de gols, o camisa 9 espera que Belo Horizonte traga mais sorte na semifinal.

“É um jogo especial porque estarei perto da família, dos amigos, da minha filha e do meu povo. Espero que me inspire a fazer mais gols”, disse o artilheiro.

Fascinado com o carinho dos torcedores nos três primeiros jogos na Copa das Confederações, Fred espera um clima igual em Belo Horizonte:

“Sou mineiro e vou estar com a camisa da Seleção. Vamos sentir a mesma sensação boa que aconteceu em Brasília, Fortaleza e Salvador, com todos nos incentivando até o fim e fazendo muito barulho”.

Últimas de _legado_Copa das Confederações