Último foragido da sétima fase da Operação Lava Jato se entrega à polícia

Adarico Negromonte estava foragido desde o último dia 14 e se entregou à Polícia Federal nesta segunda

Por O Dia

Negromonte chegando à carceragem da PFReprodução Globo News

Paraná - O último foragido da Justiça na sétima fase da Operação Lava Jato, Adarico Negromonte Filho, se entregou na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba na manhã desta segunda-feira. Ele é um dos 25 investigados nesta fase da operação e estava foragido desde o dia 14 deste mês. De acordo com as investigações, Negromonte prestava serviços à Alberto Youssef levando dinheiro do escritório do doleiro até os agentes públicos e partidos políticos.

Na última sexta-feira, os advogados reiteraram pedido de revogação da prisão temporária, por entenderam que a concessão de liberdade a Negromonte não impedirá a conclusão das investigações.

"Ratifica-se que a liberdade do requerente, que é primário, tem quase 70 anos de idade, bons antecedentes, residência fixa e ocupação lícita, em nada poderá influenciar sobre a colheita de provas que ainda resta ser feita, razão pela qual reitera-se que o enclausuramento, a princípio determinado por Vossa Excelência, não se mostra imprescindível para o prosseguimento das investigações criminais", argumentou a defesa.

Adarico é irmão do ex-ministro das Cidades, Mário Negromonte (PP), que esteve à frente da pasta das Cidades durante o governo Dilma Rousseff.

Executivos de empresas teriam ligações com doleiro Alberto Youssef

Juiz decreta prisão preventiva de ex-diretor da Petrobras

Justiça pede quebra de sigilo bancário de empreiteiros presos na Lava Jato

Deflagrada desde março deste ano, a Operação Lava Jato prendeu diversas pessoas, entre elas o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, acusado de comandar o esquema.

Últimas de _legado_Brasil