Pescado apreendido será distribuído em comunidades pacificadas

Cerca de 35 toneladas de pescado foram apreendidas com pescadores que faziam pesca ilegal na região de São Gonçalo

Por O Dia

Rio - Cerca de 35 toneladas de pescado provenientes de pesca ilegal serão distribuídos, na tarde desta quinta-feira, em comunidades pacificadas do Rio. A ação que apreendeu o pescado foi realizada pela Polícia Ambiental (CPAm) e pelo o Ibama.

De acordo com a Coordenação de Polícia Pacificadora (CPP), os peixes serão distribuídos nas comunidades dos Complexos do Alemão e Penha, Caju, da Rocinha e Maré. A operação aconteceu em São Gonçalo, na noite desta quarta-feira. Segundo o Ibama, quatro barcos que pescavam na costa do estado à baixa profundidade no período do defeso do camarão (entre 01/03 e 31/05), o que é proibido. 

Pescado apreendido será distribuído em comunidades pacificadasDivulgação

Três pescadores foram autuados por infringir os artigos 34, II da Lei 9.605 e 37 do Decreto Federal 6514/08, por utilizar métodos não permitidos de pesca. No total, os responsáveis pela pesca predatória foram multados em R$ 540 mil. Cada um em R$ 4 mil por pescar em desacordo com a licença e mais R$ 20 para cada quilo de pescado ilegal encontrado no barco. Três mestres de embarcação e um empresário foram levados à delegacia , onde foram ouvidos e liberados.

Ainda de acordo com o instituto, os barcos flagrados pela Operação Mareados tinham licença para pesca em grande profundidade, acima dos 100 metros. Entretanto, estavam lançando redes de arrasto no litoral Norte, na altura de Campos, e Sul, nas imediações de Angra dos Reis. "A pesca ocorria exatamente na área da costa onde está o camarão, prejudicando ou mesmo impedindo a reprodução da espécie", disse o chefe da Fiscalização do Ibama no Rio de Janeiro, Leonardo Tomás. Após o monitoramento, equipes do Ibama no Rio foram acionadas para monitorar e realizar o flagrante.

Últimas de Rio De Janeiro