Homem, que tinha problemas cardíacos, viajou este ano para uma região afetada pelo vírus. Morte ainda é investigada

Por clarissa.sardenberg

Estados Unidos - O Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira que foi registrada a primeira morte em território americano associado ao vírus da zika, excluindo Porto Rico, onde houve um caso no mês de fevereiro.

Em comunicado, o CDC informou que a morte de um idoso, morador do estado de Utah no final do mês passado, esteve relacionada com a zika, e o homem, que tinha problemas cardíacos, viajou este ano para uma região afetada pelo vírus (não especificaram qual).

"Sabemos que a zika contribuiu para morte, mas não sabemos se foi a única causa", disse o comunicado, explicando que as autoridades sanitárias só perceberam o caso quando, revisando certidões de óbito, encontraram de um paciente que tinha dado positivo para zika.

No final de abril, o Departamento de Saúde de Porto Rico (estado livre associado aos EUA) anunciou a primeira morte na região associada ao vírus da zika. O caso aconteceu em fevereiro e o morto era um idoso de 70 anos, que morreu por conta de uma trombocitopenia (diminuição de plaquetas no sangue) vinculada ao vírus da zika.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia