Entrada no mercado de trabalho será facilitada

Comunidades pacificadas do Rio vão ter projeto para tirar carteira profissional, balcões de empregos e cursos gratuitos

Por O Dia

Rio - As comunidades pacificadas do Rio vão ganhar um espaço para facilitar a entrada de moradores no mercado de trabalhado. As primeiras a receber a novidade serão as de Manguinhos e do Jacarezinho, conforme publicou ontem o ‘Informe do DIA’. Cerca de 75 mil pessoas dessas localidades terão acesso à chamada Casa do Trabalhador, que contará com emissão de carteira profissional, orientação jurídica, balcão de empregos e cursos de qualificação. Os serviços são gratuitos e oferecidos pela Secretaria Estadual de Trabalho.

Em Manguinhos, a unidade será inaugurada já na próxima quarta-feira, dia 17, às 15h, na Avenida Dom Hélder Câmara 1.184. Até o fim deste ano, Alemão e Rocinha também terão a sua Casa do Trabalhador. Na estrutura da iniciativa, há dez salas com capacidade para atender até 800 pessoas por dia.

“Vamos fazer a intermediação para levar o morador dessas áreas ao mercado de trabalho com o nosso balcão do Sine (Sistema Nacional de Emprego). Serão cerca de 30 cursos e oficinas direcionadas para as principais demandas de mão de obra”, explica a secretária Roseli Duarte.

Qualificação com parcerias

A qualificação gratuita na Casa do Trabalhador nas comunidades é oferecida por parceria da secretaria com a Firjan, Senac, Sesi, Centro Referência da Juventude e Casa da Mulher.

Nas unidades haverá cursos de informática, serviços administrativos, preparação para o Enem, aulas de projetos sociais, de cuidador de idosos, infantil e pessoas com necessidades especiais.

A Casa do Trabalhador nas comunidades pacificadas vai oferecer ainda a chance de os moradores concluírem o Ensino Fundamental. O projeto de qualificação da unidade de Manguinhos já conta com pelo menos 400 inscritos.

Últimas de _legado_Notícia