01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

Battisti detido na fronteira da Bolívia

Por O Dia

O ativista italiano Cesare Battisti foi detido pela Polícia Federal ontem, em Corumbá, Mato Grosso do Sul. A PF atribui ao ativista italiano um suposto crime de evasão de divisas. Ele estava tentando atravessar a fronteira para a Bolívia levando quantia superior a R$ 23 mil em dinheiro. Battisti não declarou o montante, o que é crime. A PF informou que Battisti não está preso.

Segundo a Polícia Federal, "agentes da Delegacia de Corumbá estão averiguando a situação em que Battisti se encontrava na região de fronteira". A PF atribui ao ativista italiano um suposto crime de evasão de divisas. Em 27 de setembro, os advogados de Cesare Battisti entraram com um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar a possibilidade de extradição, deportação ou expulsão pelo presidente da República. O relator é o ministro Luiz Fux. A informação sobre o habeas foi divulgada pelo STF.