Contratações por salários menores baixam arrecadação previdenciária - Estefan Radovicz/Agência O Dia
Contratações por salários menores baixam arrecadação previdenciáriaEstefan Radovicz/Agência O Dia
Por

OSistema Nacional de Emprego (Sine) anunciou 2,5 mil vagas temporárias em todo o país até o fim do ano. Mas a previsão para o comércio é bem mais otimista. Levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que cerca de 74 mil pessoas podem ser contratadas pelo segmento um aumento de 10% em comparação ao ano passado.

O aumento na demanda por temporários é atribuído à melhora na expectativa de vendas. Segundo a pesquisa da CNC, a previsão é que o Natal deste ano movimente R$ 34,7 bilhões na economia do país, o que representa um avanço de 4,8% na comparação com 2016. Para o chefe da Divisão Econômica da CNC, Fabio Bentes, os impactos positivos sobre o emprego e a retomada gradual da atividade econômica e do consumo devem contribuir para o aumento na efetivação dos temporários. "Muitas empresas apostam na continuidade da recuperação do consumo e isso traz um cenário mais favorável para as contratações", afirma.

A CNC estima que 30% dos contratados devem ser efetivados após o período de festas de 2017. Foi o que ocorreu com Douglas Henrique dos Santos, 34 anos. Contratado por uma empresa fabricante de bebidas para trabalhar como promotor de merchadinsing, por um período de dois meses e foi efetivado. "O segredo é agarrar a oportunidade e desenvolver as atividades com desempenho e força de vontade", disse.

De acordo com a diretora de certificação da Associação Brasileira de Recursos Humanos, Andrea Huggard, as chances de efetivação são para aqueles que se destacarem. "É importante tratar o emprego temporário com excelência. Os empregadores estão observando, e, caso o prestador de serviço não seja aproveitado pela empresa, ele poderá ser recomendado para outra vaga".

Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho, acredita que o aumento das vagas é um sinal positivo. "Mostra que o governo federal está tomando as medidas necessárias para colocar novamente o Brasil no rumo do crescimento econômico e da recuperação do emprego".

Você pode gostar
Comentários