Caminhão é assaltado duas vezes em duas horas

Carga roubada na Penha foi recuperada pela PM em Belford Roxo e, quando seguia para a DP, foi atacada de novo, mesmo com a escolta

Por O Dia

Produtos foram recuperados na Baixada e recolocados no veículo
Produtos foram recuperados na Baixada e recolocados no veículo - Reprodução TV Globo

Os roubos de carga no Rio de Janeiro estão tão frequentes que um mesmo caminhão quase foi roubado duas vezes no mesmo dia, em um intervalo de menos de duas horas, como mostrou reportagem do RJ TV. Inicialmente, criminosos renderam o motorista de um caminhão na Penha. A Polícia Militar então conseguiu recuperar a carga roubada e o veículo em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O material, avaliado em R$ 1,2 milhão, foi recolocado no veículo e levado para a delegacia, na Cidade da Polícia, com a escolta de um carro da PM. No caminho, criminosos atacaram novamente o caminhão na Avenida Brasil, mas os PMs conseguiram impedir o novo assalto.

Segundo a TV Globo, a polícia foi acionada para o roubo que havia ocorrido na Penha e localizou a carga no Parque Roseiral, em Belford Roxo. Quando se deslocavam para a Cidade da Polícia, no Jacaré, a carreta que levava a carga roubada foi interceptada pelos criminosos na altura de Cordovil. Um carro parou na frente da carreta, bloqueando a passagem e um menor portando um revólver calibre 38 rendeu o motorista. Os policiais militares que vinham atrás do caminhão esperaram o melhor momento para agir e conseguiram render o menor de 16 anos e recuperar a arma e o veículo.

MAIS UM ROUBO

No momento em que faziam a prisão, houve ainda um terceiro assalto a outro caminhão que vinha no sentido oposto da Avenida Brasil, mas os PMs não conseguiram pegar os bandidos.

"Esse é o modus operandi deles padrão. A atuação tanto com menores, quanto com indivíduos desarmados para dificultar a prisão em flagrante no deslocamento para o roubo da carga. Tanto o primeiro roubo, que foi levado para a comunidade Parque Roseiral, como o segundo, que seria levado para a Furquim Mendes, são dois locais que a delegacia de Cargas (DRFC) mapeou como maior incidência desses roubos de cargas. Justamente por essa banalização que levou a um caso esdrúxulo de uma carreta ser assaltada com a escolta da PM", afirmou Gustavo Rodrigues, delegado da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), à TV.

Na reportagem, o motorista da carreta disse que ficou com receio de um confronto. "Se eles abordam aquele menino na hora que o menino abordou a gente ia haver confronto contra a polícia e os bandidos, e alguém ali ia se ferir, eles foram muito, muito eficientes", afirmou.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro