Salários atrasados e greve

Por O Dia

Maria Helena: ajuda de amigos
Maria Helena: ajuda de amigos - Luiz Ackermann / Agecia O Dia

A vida dos servidores municipais de Teresópolis tem sido de provações. Desde outubro de 2016, os salários são pagos com atraso. Não por acaso, o funcionalismo público da cidade está em greve desde março deste ano, mantendo apenas o número mínimo de funcionários de cada setor como é previsto por lei. A prefeitura, por sua vez, garante que vai resolver a situação dos trabalhadores.

"É triste ver os funcionários passando por dificuldades. Com os atrasos, precisam escolher qual conta pagar, não têm dinheiro nem mesmo para comprar comida e dependem da ajuda de amigos e familiares. Petrópolis cortou cargos de confiança. Em Magé aconteceu o mesmo. Aqui não se faz nada", dispara Andrea Pacheco, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresópolis.

Em uma casa humilde no bairro Fazendinha, a aposentada Maria Helena Cardoso de Freitas, de 80 anos, sofre com os atrasos. Com dificuldade para se locomover a perna direita foi amputada há sete meses e uma filha com problemas de bipolaridade, depende da ajuda de amigos e vizinhos. Na dispensa, só arroz, feijão e macarrão. "Depois de tantos anos de trabalho, não tenho dinheiro nem para comprar pão e leite para um lanche à noite. É desesperador", reclama, entre lágrimas.

O desespero levou a óbito Alberto Paulo Pinheiro de Carvalho, de 60 anos, falecido na virada do ano. É o que garante a viúva Cleide Rosana da Cunha Carvalho. Segundo ela, o marido não suportou as dificuldades. "Era ele que sustentava os quatro netos e ficou doente com a situação, com a falta de dinheiro e sem poder fazer nada. Como eu faço para manter nossos netos?", pergunta.

Em nota, a prefeitura informou que "os salários dos servidores com vencimento dia 5 de outubro foram quitados em 27 de novembro e o dos professores e profissionais da Educação das unidades escolares está em dia". No comunicado, estão sendo feitos "esforços para regularizar a situação. Entre as ações, a concessão à iniciativa privada dos serviços de água e esgoto, iluminação pública, parqueamento e cemitérios, que vão resultar em novas fontes de arrecadação para regularizar o pagamento dos salários".

Galeria de Fotos

Maria Helena: ajuda de amigos Luiz Ackermann / Agecia O Dia
27/11/2017 - Teresopolis (RJ) - Especial - Teresopolis - Na foto: See da prefeitura de Teresopolis Foto: Luiz Ackermann / Agencia O Dia fotos de Luiz Ackermann / Agecia O Dia
27/11/2017 - Teresopolis (RJ) - Especial - Teresopolis - Na foto: Cleide Rosana da Cunha Carvalho, viuva do servidor Alberto Pinho de Carvalho, morto de infarto por ter salarios atrazados, segura foto dele - Foto: Luiz Ackermann / Agencia O Dia Luiz Ackermann / Agecia O Dia

Comentários