Poucas urnas com 'impressora'

Por O Dia

Nas eleições presidenciais do ano que vem, somente cerca de 30 mil das 600 mil urnas eletrônicas estarão aptas a emitir o voto impresso. A lei foi aprovada no Congresso em 2016 e o voto seria depositado em uma urna física para ser utilizado em uma eventual auditoria das eleições. O custo estimado foi de R$ 1,8 bilhão.

"Não temos condições nem recursos. Vamos comunicar ao Congresso", disse o ministro Gilmar Mendes, quando questionado.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência