Com 8,7 milhões de usuários, Uber virou alvo de queixa

Em 2016, foram mais de 30 mil registros no Reclame Aqui

Por O Dia

Rio - Tudo parecia ir bem para o Uber em 2016. O aplicativo de transportes passou de 1 milhão de usuários regulares para 8,7 milhões. O número de motoristas também cresceu 500%, chegando a 5 mil em dezembro do ano passado. Mas, na contramão desse sucesso, uma enxurrada de queixas de clientes levou a empresa à lista das mais reclamadas do ano passado no site de defesa do consumidor Reclame Aqui, atrás apenas de empresas de TV a cabo, telefonia e varejo, já tradicionais no ranking.

Quantidade de motoristas cresceu em 500%. Atendimentos a usuários já faz parte da rotina no Aeroporto Santos Dumont Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Estreante na lista de insatisfação, o Uber foi citado quase 30,2 mil vezes na plataforma. A média é de 80 clientes insatisfeitos por dia — considerando apenas os que registraram a bronca no site. A empresa respondeu a 77% das queixas, que estão relacionadas, principalmente, a estorno de valores pagos e dificuldades de cadastro.

Chama a atenção que a maioria das reclamações é recente. Do total de queixas, quase 80% —o equivalente a 23,6 mil — foram feitas entre julho e dezembro de 2016. No mesmo período, a nota que os consumidores atribuem à empresa caiu de 5,29 para 5,04. O CEO do Reclame Aqui, Maurício Vargas, opinou que a queda na avaliação não é uma surpresa. “O serviço do Uber despencou. Tem muito carro ruim, muita gente desqualificada para dirigir. Além disso, existe uma onda de assaltos contra os motoristas. Alguns motoristas reclamam do próprio Uber no portal de queixas”, disse.

No site www.reclameaqui.com.br não é difícil confirmar o problema. Em queixa feita em dezembro, ainda com status de não solucionada, um motorista de São Paulo protesta por ter financiado um carro, por sugestão do Uber, para se associar ao aplicativo. No entanto, ele ainda não teve o cadastro como condutor ativado pela empresa. Outro, também de São Paulo, se queixa do envio de vários convites diários por SMS para se tornar motorista, sem ter solicitado.

Ano passado foi marcado por protestos de taxistas%2C contrários ao uso do aplicativo no Rio. Média é de 80 usuários insatisfeitos por diaSeverino Silva / Agência O Dia

OUTRO LADO
Em nota, o Uber disse que a média de avaliação dos motoristas no Brasil continua estável em 4.8 (de 5). Segundo a empresa, como a demanda cresce continuamente, novos motoristas entram na plataforma todos os dias, aumentando a chance de o passageiro pegar um condutor menos experiente. “Com os retornos e as notas, eles se adequam à demanda e ficam com uma média boa”, disse a empresa. Ainda segundo o aplicativo, motoristas que ficam abaixo da média de 4.6 são desligados.

NÚMEROS

30 mil

Foi a quantidade de queixas registradas pelos usuários do portal Reclame Aqui no ano passado ao aplicativo de transporte Uber, que virou alvo de críticas de usuários em todo o país. Até então, críticas ao meio de transporte eram não eram comuns.

269%

Percentual do aumento na quantidade de queixas no segundo semestre de 2016, com 23,6 mil queixas, em comparação ao semestre anterior. Estreante na lista de insatisfação, há uma média diária de 80 clientes insatisfeitos no site.

5,04

Foi a nota recebida pelo aplicativo de transporte no segundo semestre do ano passado, dada por internautas que utilizam o portal Reclame Aqui. A avaliação anterior recebida pelo Uber com avaliações de usuários era de 5,29.

*Com informações do Diário de São Paulo

Últimas de Automania