'Japonês da Federal' fica em liberdade

Agente federal pôs tornozeleira eletrônica e cumprirá resto da pena em regime semiaberto

Por O Dia

Brasília - Preso na quarta-feira após ser condenado por facilitação de contrabando, o agente federal Newton Ishii pôs nesta sexta-feira uma tornozeleira eletrônica e cumprirá o resto da pena no regime semiaberto. Ishii, conhecido como “Japonês da Federal” e que se notabilizou por fazer a custódia de presos da Operação Lava Jato, voltou ontem pela manhã para casa, em Curitiba. Ele tem de ficar em casa entre às 23h e 5h durante a semana, e não poderá sair nos fins de semana.

Como não foi condenado à perda de cargo público, o agente continuará atuando na Polícia Federal no Paraná — mas numa função interna, segundo a instituição. Ishii foi condenado a quatro anos e dois meses de prisão por facilitar o contrabando enquanto atuava na Ponte da Amizade em Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai. Ele chegou a ser preso por quatro meses em 2003, e respondeu ao processo em liberdade. Ele ficará com a tornozeleira até outubro. 

Últimas de Brasil