Conselho de Ética aprova relatório que pede cassação de Eduardo Cunha

Processo, que se arrasta há oito meses, segue para o plenário da Câmara dos Deputados

Por O Dia

Brasília - A Comissão de Ética da Câmara de Deputados aprovou, no fim da tarde desta terça-feira, o relatório que pede a cassação do deputado federal Eduardo Cunha, presidente afastado da Casa. Em sessão de oradores com ânimos exaltados, interrupções de fala e tempos excedidos, o parecer contrário a Cunha seguirá para o Plenário da Câmara por 11 votos a 9.

Parlamentares aprovam relatório que pede a cassação de Cunha no Conselho de Ética da CâmaraWilson Dias / Agencia Brasil

A surpresa ficou para o voto de Wladimir Costa (SD-PA). Um dos parlamentares que participavam da "tropa de choque" de Cunha, Costa votou a favor da cassação. A decisão do deputado surpreendeu e gerou comemorações de opositores e deixou aliados estarrecidos. A deputada federal Tia Eron, considerada decisiva, votou pela aprovação do relatório de Marcos Rogério (DEM-RO).

Favoráveis a cassação

Marcos Rogério (DEM-RO),
Betinho Gomes (PSDB-PE)
Valmir Prascidelli (PT-SP)
Leo de Brito (PT-AC)
Tia Eron (PRB-BA)
Wladimir Costa (SD-PA)
Paulo Azi (DEM-BA)
Júlio Delgado (PSB-MG)
Nelson Marchezan (PSDB-RS)
Zé Geraldo (PT-PA)
Sandro Alex (PSD-PR)

Contrários a cassação

Alberto Filho (PMDB-MA)
André Fufuca (PP-MA)
Sérgio Moraes (PTB-RS)
Washington Reis (PMDB-RJ)
João Carlos Bacelar (PR-BA)
Laerte Bessa (PR-DF)
Wellington Roberto (PR-PB)
Mauro Lopes (PMDB-MG)
Nelson Meurer (PP-PR)

Últimas de Brasil