Bolsonaro: 'Se eu morrer, vou pro céu'

Presidenciável bate papo com Leo Dias no rádio e fala de tudo

Por O Dia

Rio - No programa 'The Bate-boca', da Rádio Mix, quarta-feira à noite, Leo Dias e Bruno Chateaubriand não pouparam o presidenciável Jair Bolsonaro. "Maior pecado?", pingou fogo Bruno. "Ter começado tarde na política", respondeu o deputado. "Não, pecado, pecado!", insistiu Leo. "Eu não tenho pecado. Se eu morrer agora, eu vou para o céu", devolveu o 'Mito', convicto.

A entrevista, claro, explorou a posição de Bolsonaro sobre a causa gay. "Se o senhor tivesse um filho gay?", cutucou Bruno. "O tempo vai te amoldando as coisas. Eu acho que se ele for gay por livre e espontânea vontade, sem influência da escola, ele vai ser feliz", disse.

Jair Bolsonaro no 'The Bate-boca'Reprodução Youtube

Bruno emenda: "Se uma criança vai a um parque como o da Disney, ele vai ver o Mickey e a Minnie se beijando. Se tiver dois Mickeys se beijando, não pode?". Jair: "Isso parece que está liberado agora. Eu iria para a Disney em janeiro com a minha esposa, levando minha filha de 7 anos. Não vou mais porque minha filha não está preparada para ver dois personagens masculinos se beijando. Que ela veja isso mais tarde".

Bolsonaro ainda criticou a Lei Rouanet ("Foi desvirtuada. Artistas que não precisam recebem milhões") e o possível adversário Ciro Gomes ("Diz que eu lavei dinheiro da JBS; em 2014, 1.428 receberam dinheiro do partido vindo da JBS/Friboi. Eu fui o único que devolveu. Então, processo em cima dele. Não vou aceitar acusação de corrupto").

 

Últimas de Brasil