Helena Fernandes, vilã de 'Belaventura', comemora boa fase profissional

Agora na Record, atriz diz que seu único pacto é com a felicidade

Por O Dia

Rio - Helena Fernandes, no ar como a supervilã Marion, em 'Belaventura', da Record, está fascinada com o desafio. "É a maior vilã da minha carreira. Uma personagem que me dá tanta felicidade. Vou empolgada, entusiasmada, gravar. Ela é rica e me leva. Me jogo cega nas cenas, querendo viver aquilo", diz.

'Se não puder ajudar ninguém%2C não atrapalho'%2C diz Helena FernandesDivulgação

Em sua primeira novela 'oficialmente' na Record (ela conta que há alguns anos fizeram uma tentativa, mas não aconteceu), ela vive a esposa do conde Severo (Floriano Peixoto) e prima do rei Otoniel (Kadu Moliterno). Ambiciosa e manipuladora, a personagem não se conforma por não ser a rainha de Belaventura, e vai fazer de tudo para conseguir isso. "Ela e o Severo traduzem a relação de amor e poder. São loucos um pelo outro e pelo poder. Querem a mesma coisa, mas têm cabeças diferentes. Ela é mais o racional", explica.

A atriz revela que as gravações terminam na próxima semana, embora a novela continue no ar até janeiro de 2018. "Acabo de gravar plena. E ela vai ficar cada vez melhor na trama. A novela acabou de estrear, tem muito para ela se jogar, enlouquecer", garante. "Que trabalho! Que personagem! Que equipe! Difícil numa equipe todos trabalharem com essa harmonia. Embora ela vá continuar no ar, sei que vou sentir falta da rotina. O lado ruim de acabar a novela tantos meses antes é não conseguir melhorar o que assistimos. Mas essa observação servirá para um próximo trabalho".

INTEIRA

A atriz fala com intensidade do atual momento, da profissão e da vida. Com 22 anos de carreira, a mãe de Yan, 29 anos, do seu primeiro casamento, e de Antônio, 14, e Lucas, 13, esses dois frutos do casamento de 18 anos com o diretor José Alvarenga Jr, vê na maternidade sua melhor versão. "Além deles, tem o meu enteado querido, o Pedro (22 anos). A minha personagem, além de ser apaixonada pelo poder, é também pelo marido e pelos filhos. Me identifico com ela nesse amor pela família. Faria qualquer coisa pelos meus filhos", admite. "Com eles aprendo, é onde sou melhor. Quando olho para o de 29 (Yan), por exemplo, me emociono muito. Vejo como nosso caminhar foi lindo. Existe generosidade no nossa troca".

Ela reconhece na plenitude do momento o equilíbrio entre o lado profissional e o pessoal. "Não me preocupo em agradar aos outros ou com o que pensam. Você precisa sempre pensar no que te faz feliz e ir à luta", ensina. "Procuro a harmonia em todos os setores da minha vida, no profissional, entre os amigos, no afetivo. Sou sincera, se não puder fazer algo para ajudar alguém, não faço para atrapalhar".

Avessa a receitas de felicidade, a carioca de 48 anos (faz 49 em outubro) analisa com simplicidade o sucesso de uma relação duradoura como a sua. "Não acredito em relação perfeita. Eu e o Zé temos a mesma onda, gostamos de coisas parecidas, nos respeitamos. Somos quietos, reservados. Isso é um facilitador. Cada casal tem seus acordos, alimenta a relação de um jeito. O bacana é sempre se reinventar, quando possível", diz. "E tem que ter admiração. Torcemos um pelo outro".

PACTO COM A FELICIDADE

Embora não se identifique com Marion no quesito "gente que faria de tudo pra conseguir o que quer", Helena percebe na personagem uma de suas maiores características: a personalidade. "Sou extremamente verdadeira, tenho personalidade forte, sou sincera. Marion quer colocar uma coroa a qualquer custo. Acho que cada um deve buscar sua maneira para ser feliz, mas essa nunca foi a minha. O único pacto que tenho na vida é com a felicidade", garante.

O 'pacto' tem dado certo: a atriz está linda e bem-resolvida aos quase 50 anos. "Estar bem por dentro ajuda, claro. Mas tenho a genética boa. Na família, todas as mulheres envelhecem bem. Visto o mesmo número a vida toda (38)", revela. "Me cuido, me exercito. Tem uns hábitos que ajudam, não sou de noitada, de birita. Curto viajar. Tenho um sítio e vou sempre que dá. A verdade é que gosto de estar bem sem grandes sacrifícios. Quero estar feliz", completa.

Helena Fernandes garante que envelhecer não a assusta. "Só quero que seja com saúde. Quero ver meus netos. Já me achei o máximo com 35, 45. Mas me acho mais bonita hoje, e tem a ver com o que sinto", confessa ela, acrescentando: "Essa mulher de quase 50 anos hoje é uma mulher feliz e realizada. Olho para o meu passado, por todas as portas que passei, e sei que, se passasse de novo, elas estariam abertas".

Últimas de Diversão