Anac notifica Portela por uso de drones em desfile na Sapucaí

Agência também abriu processo para saber se paraquedistas que participaram do espetáculo possuem licença para saltos

Por O Dia

Rio - A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) notificou nesta sexta-feira a escola de samba Portela pelo uso de drones no desfile. Além disso, a Anac informou em nota que irá investigar se os paraquedistas e pilotos que participaram do espetáculo da escola tinham licença e resispeitaram normas de segurança.

Ao todo foram abertos dois processos administrativos contra a Portela, que pode responder por ações de responsabilidade civil e penal. 

Na Sapucaí, no último dia 16, a Portela abriu seu desfile com um drone (veículo aéreo não tripulado) em forma de águia e lançou ao público 400 drones menores também no formato do animal que representa a escola. 

Águia gigante impressionou a Avenida André Mourão / Agência O Dia

Saiba mais: Revoada de águias no desfile da Portela

Fotos: Portela empolga com homenagem aos 450 anos do Rio

"Diante das operações com os drones sem a devida autorização e fora das regras da Agência, foi aberto um processo administrativo para notificar a escola e o operador responsável pelos equipamentos com o objetivo de obter mais informações", informou a Anac.

A Anac alega que o uso desses equipamentos não pode ser feito em áreas de grande aglomeração. Segundo a Agência, a escola de samba teria entrado em contato para saber maiores informações sobre a operação dos drones, mas não pediu autorização para usá-los.

Quanto aos paraquedistas e pilotos, um processo foi aberto para saber se ambos possuem a licença LPQD e se obedeceram todas as normas de segurança necessárias para o salto. A performance dos atletas que abriram o desfile da escola de Madureira arrancou elogios do público.

Paraquedistas foram uma das atrações da abertura do desfile da Portela André Mourão / Agência O Dia


Últimas de Carnaval