Silvio Santos prepara as seis filhas para assumir seus negócios

Filhas do apresentador executam funções bem definidas, e complementares, nas empresas do grupo do Homem do Baú

Por O Dia

São Paulo - Não é todo dia que nasce um Silvio Santos. O apresentador mais carismático e popular do Brasil, com 50 anos de televisão no currículo, também tem tino para os negócios, e se tornou um empresário muitíssimo bem sucedido. Quem seria capaz de sucedê-lo? Em vez de tirar o seu sono, essa pergunta já tem resposta.

Patrícia Abravanel tem a veia artística do paiDivulgação / SBT

Se no comando dos programas do SBT Silvio está cada vez mais à vontade, brincalhão e desinibido, fora da televisão o apresentador de 82 anos também já pode relaxar. Desde 1962 na televisão e há 32 anos à frente da emissora, Silvio prepara as seis filhas, cada uma na área de maior identidade, para ser suas sucessoras.

Silvia e Cintia (filhas de Cidinha, primeira mulher de Silvio), e Daniela, Patrícia, Rebeca e Renata (do casamento com Íris Abravanel) já assumiram funções bem definidas nas empresas do grupo do pai. "Dizemos que o Silvio soube espalhar muito bem as características do DNA dele nas filhas. Tem um pedacinho dele em cada uma delas", brinca Maísa Alves , responsável pelo departamento de comunicação do SBT.

Daniela Beyruti, de 35 anos, é diretora artística e de programação do SBT. Patrícia, de 33, é apresentadora e parece ter herdado a veia artística do pai. Rebeca, de 30, é diretora de comunicação da Jequiti Cosméticos e Renata, de 27 anos, é diretora da holding do Grupo Silvio Santos, com cerca de 30 empresas. A caçula tem perfil corporativo e é apontada como a herdeira do empreendedorismo de Silvio. Como todas as irmãs, Renata começou de baixo: foi estagiária no SBT e passou por diversas áreas antes de se destacar, em 2007, ao criar o departamento de novas mídias e desenvolver a modernização do portal da emissora na internet. Cintia, de 50 anos, é proprietária da Abrava Produções, responsável pelos shows de "Carrossel" e "Chiquititas". Silvia, de 43 anos, dirige o núcleo infantil da emissora.

Na noite deste sábado, Patricia estreia o "Máquina da Fama", segunda atração que comanda na emissora. Em 2012 ela apresentou o "Cante Se Puder", ao lado do humorista Marcio Ballas , , e segue dividindo com o pai a apresentação do "Roda a Roda Jequiti", além do sorteio televisionado da Tele Sena. E ainda faz parte do elenco fixo do "Jogo dos Pontinhos" no Programa Silvio Santos, um dos quadros de maior audiência aos domingos.

Da esq. para a dir.: Silvia, Cintia, Íris, Rebeca, Renata e PatríciaReprodução Internet

Conversa em família

Em março deste ano, o apresentador entrou para o ranking mundial de bilionários da revista Forbes, com fortuna estimada em 1,3 bilhão de dólares. Recentemente, reuniu as filhas para uma conversa difícil sobre herança e o que fazer quando ele faltar. "A nossa morte vai envolver coisas grandes no Grupo Silvio Santos, afetar milhares de famílias dos que trabalham lá - elas precisam se ver seguras. Não gostávamos de tocar no assunto. Silvio, com habilidade, foi falando. As meninas choravam, demoraram a aceitar a realidade", confessou Iris, em entrevista à edição de outubro de 2013 da revista "Claudia". "Apesar da clareza das leis, seria inconsequência.

A conversa fez as meninas chorar, mas ninguém duvida de que elas terão estrutura suficiente para assumir os negócios quando o pai não estiver mais aqui, ou simplesmente quando decidir se aposentar e passar mais tempo em sua casa em Miami, destino favorito para as férias de janeiro. Em entrevista para a revista "Veja" em 2010, Silvio disse que estava começando a planejar para o ano seguinte a sua aposentadoria, e brincou: "Só faltava eu apresentar o programa já velhinho, de bengala." Mas a falência naquele ano do Banco Panamericano o fez adiar os planos. "O problema com o banco me fez buscar energias para entender o que está acontecendo e negociar", declarou ele. Ele nunca mais voltou a falar no assunto, ao menos publicamente.

Há cinco anos, Íris também resolveu dar mais atenção ao patrimônio do marido. Dona de casa até os 60 anos, ela se viu obrigada a fazer alguma coisa após presenciar a aflição de Silvio com o término do contrato com a Televisa (empresa que produz novelas no México). Em 2008, estreou como autora de novelas em "Revelação" e, em seguida, foi responsável pelo remake das tramas infantis "Corrossel" e "Chiquititas".

Silvio Santos recebe Rayanne Morais em seu programa; apresentador mais popular do Brasil prepara sua sucessãoReprodução TV / Roberto Nemanis/SBT