Hamilton diz que Rosberg admitiu toque proposital no carro

Relação entre os pilotos da Merceds está mais desgastada

Por O Dia

Bélgica - A relação entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg, pilotos da Mercedes, está cada vez mais desgastada. O episódio deste domingo serviu para aumentar a tensão na equipe. Na prova da Bélgica, Rosberg tocou no carro de Hamilton. O choque furou o pneu de Lewis, que caiu para último lugar e depois abandonou a corrida. Rosberg, por sua vez, acabou em segundo, atrás do vencedor Daniel Ricciardo, da Red Bull. Nada satisfeito, Hamilton diz que o companheiro de escuderia admitiu que tocou de propósito no carro do parceiro.

Hamilton e Rosberg se envolvem em nova polêmicaEfe

"Isso parecia bastante claro para mim, mas nós acabamos de ter uma reunião sobre isso e ele basicamente disse que fez de propósito. Ele disse que poderia ter evitado. Disse: “Fiz para provar que tinha razão”. E você não precisa apenas confiar em mim. Pergunte para Toto (Wolff), Paddy (Lowe) e todos esses caras que não estão satisfeitos com ele também", declarou Hamilton.

O clima entre Rosberg e Hamilton não é dos melhores. Eles estão se estranhando na disputa pelo título da Fórmula 1. No Grande Prêmio da Hungria, Hamilton se recusou a dar passagem para o companheiro, conforme havia pedido a Mercedes. De acordo com Lewis, Rosberg ainda está com raiva deste episódio.

"É curioso porque tivemos uma reunião na quinta-feira e Nico expressou o quão irritado ele estava. Eu pensei: “Já faz três semanas e ele ainda insiste nisso”. Ele sentou e contou da raiva que estava a Toto e Paddy. Mas pensei que ele se acalmaria. Em seguida, acontece isso. Curioso", dispara Hamilton.

Com o segundo lugar conquistado na Bélgica, Rosberg aumentou para 29 pontos a vantagem sobre Hamilton na liderança do Mundial de Pilotos. Lewis não sabe como será o clima na equipe a partir de agora.

"Não posso imaginar o que a equipe vai fazer daqui para frente. Cheguei a esse fim de semana com um pensamento realmente positivo. Eu estava empolgado. Restavam oito corridas para o fim do campeonato e estávamos próximos, apenas 11 pontos. Esperava que seria legal para todos nós, que seria uma corrida legal", finalizou.

Últimas de Esporte