Djokovic derrota Murray e vence Aberto da Austrália pela quinta vez na carreira

Número 1 do Mundo ganhou o seu oitavo Grand Slam na carreira

Por O Dia

Austrália - O sérvio Novak Djokovic conquistou pela quinta vez na carreira o Aberto da Austrália ao derrotar, por 3 sets a 1 (7-6, 6-7, 6-3 e 6-0), o britânico Andy Murray neste domingo, em 3 horas e 39 minutos de partida. Foi a terceira final entre os dois tenistas nas quadras do Melbourne Park, todas vencidas por Djokovic, que levou a melhor sobre Murray também nas decisões de 2011 e 2013.

Djokovic conquistou mais um Grand SlamEfe

Com o quinto título, Djokovic se tornou o maior vencedor da competição na era aberta do tênis, superando as marcas do suíço Roger Federer e do americano André Agassi, com quatro conquistas cada. E se aproximou do recordista Roy Emerson, seis vezes campeão do Aberto da Austrália em 1961, 1963, 1964, 1965, 1966 e 1967. Além disso, o sérvio chegou ao oitavo Grand Slam na carreira. Fora os cinco troféus na Austrália, o atual número 1 do mundo já conquistou o US Open (2011) e Wimbledon (2011 e 2013). A vitória, no entanto, foi sofrida, pelo menos no início da partida. Murray endureceu o confronto, decidido a não levar mais um vice-campeonato para casa, levando os dois primeiros sets para o tie break.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

Djokovic conseguiu vencer o primeiro, mas acabou derrotado no segundo, em mais de 2 horas de confronto. Mas a preparação física do sérvio prevaleceu nos sets seguintes. Cansado, o britânico não conseguiu manter o ritmo e acabou massacrado pelo adversário. Sem conseguir responder aos golpes rápidos e precisos de Djokovic, Murray se irritou em quadra e chegou até a quebrar uma de suas raquetes no terceiro set. De nada adiantou. No quarto e decisivo set, a superioridade foi ainda maior. Djokovic aplicou um pneu no rival, aumentando a freguesia e a frustação do adversário.

Últimas de Esporte