Brasileiro do Monaco soube da explosão no ônibus do Dortmund no vestiário

Os dois times se enfrentariam nesta terça-feira pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões, mas o jogo foi adiado para quarta-feira

Por O Dia

França - O lateral Fabinho, do Monaco, soube das explosões próximas ao ônibus do time rival, o Borussia Dortmund, já nos vestiários, prestes a fazer o aquecimento. Os dois times se enfrentariam nesta terça-feira pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões, mas o jogo foi adiado para quarta-feira.

Fabinho comentou sobre explosãoEfe

"Quando recebemos a notícia, nós já estávamos dentro da vestiário, quase saindo para aquecer. O presidente do Dortmund desceu no nosso vestiário e falou o que aconteceu, disse que o Bartra estava ferido, mas não era nada grave. Ele também agradeceu a paciência que tivemos até a confirmação do cancelamento do jogo", disse o brasileiro.

Três explosões danificaram a traseira do ônibus, quebrando os vidros e as rodas traseiras. O jogador espanhol Marc Bartra, que estava sentado no banco de trás com Roman Bürki, foi atingido pelos estilhaços do vidro e precisou ser levado ao hospital. A informação foi confirmada pelos dirigentes alemães. A delegação do clube alemão ia rumo ao Signal Iduna Park para o confronto, válido pelas quartas de final do torneio.

"A gente dá força para a equipe do Dortmund, em particular ao Bartra, que ficou ferido. Não é fácil isso que aconteceu. Vamos descansar e nos preparar para o jogo, que não será fácil para eles, do ponto de vista psicológico", diz Fabinho.

Últimas de Esporte