Hamilton critica segurança após assalto em São Paulo: 'Acontece todo ano aqui'

Material da Mercedes foi roubado na noite da última sexta-feira, após a realização dos dois primeiros treinos livres do GP do Brasil

Por O Dia

São Paulo - Campeão da temporada da Fórmula 1 por antecipação, o inglês Lewis Hamilton lamentou nas redes sociais o assalto sofrido pelos integrantes da sua equipe e destacou que essa não é a primeira vez que isso ocorre com membros da categoria em um final de semana de GP do Brasil. "Isso acontece todo ano aqui", reclamou o piloto, que pediu providências das autoridades.

Lewis Hamilton criticou condições de segurança do GP do BrasilBEHROUZ MEHRI / AFP

Segundo Hamilton, membros do time alemão tiveram armas apontadas para a cabeça e foram ameaçados com tiros. "Algumas pessoas da minha equipe foram ameaçadas por armas na noite passada, quando deixavam o autódromo aqui no Brasil. Foram disparados tiros e as armas foram apontadas para a cabeça deles. Isso é decepcionante de saber. Por favor, rezem por esses colegas que estão aqui como profissionais hoje, mesmo abalados", escreveu o inglês nas redes sociais.

O piloto pediu providências da organização da Fórmula 1. "Isso acontece todo ano aqui. A Fórmula 1 e as equipes precisam fazer mais. Não há desculpas!", criticou o mais novo tetracampeão da categoria. 

Nos últimos anos, houve registros de outros assaltos a equipes e pilotos da F-1 nas proximidades de Interlagos. Em 2010, o piloto inglês Jenson Button sofreu uma tentativa de assalto também quando deixava Interlagos rumo ao seu hotel. Dentro de um carro blindado, o então piloto da McLaren evitou qualquer perigo.

Últimas de Esporte