Ex-jogador de futebol é assassinado por duas pessoas por causa de dívida

Autores do crime ainda tentaram dissolver o cadáver com ácido

Por O Dia

Itália - O ex-jogador italiano Andrea La Rosa, de 35 anos, que jogou por times de divisões inferiores do país e atualmente era diretor esportivo do Brugherio, time da Quarta Divisão, foi assassinado por causa de um empréstimo. Desaparecido há um mês, La Rosa foi encontrado na última quinta-feira. Um homem e uma mulher foram presos pelas autoridades.

Andrea La Rosa foi encontrado em porta-malas de um carroReprodução

Raffaele Rullo e sua mãe, Antonietta Biancaniello, confessaram que assassinaram La Rosa por não quererem pagar um empréstimo em dinheiro ao ex-jogador. Em uma tentativa de ocultar o corpo, os acusados ainda confirmaram que tentaram dissolver o cadáver com ácido, mas não tiveram sucesso. 

La Rosa estava desaparecido desde o último dia 14 de novembro, após a apresentação do novo treinador da equipe, quando disse que iria até Milão encontrar-se com um amigo.

Rullo e sua mãe foram presos pelos policiais na rodovia Milão-Meda, perto da cidade de Varedo. Rullo e Biancaniello estavam tentando descartar o corpo do ex-jogador em alguma área afastada. Mãe e filho vão responder por assassinato e ocultação de cadáver.

Últimas de Esporte