Navarro faz três, Botafogo atropela o Atlético-GO e volta à liderança da Série B

Fogão domina o jogo em noite inspirada do atacante uruguaio

Por O Dia

Rio - Nada melhor do que uma goleada para tranquilizar e dar paz. Retomar a liderança, então, é o prêmio para uma atuação consistente do Botafogo. Após duas derrotas seguidas, o Glorioso mostrou que está disposto a acabar de vez com a irregularidade e pavimentar o caminho para retornar à elite do futebol. Nesta terça-feira, o Fogão atropelou o Atlético-GO e venceu por 4 a 0, no Nilton Santos. Navarro, com três gols, foi o destaque da noite. O Fogão reassume a ponta da Série B do Campeonato Brasileiro.

Navarro mostra faro de artilheiro e brilha em vitória do BotafogoAndré Mourão / Agência O Dia

A rodada ajudou. O Vitória, até então líder, perdeu para o Bragantino. O Paysandu, que estava em segundo, empatou com o Ceará. O Botafogo se aproveitou e, principalmente, fez a sua parte. E com louvor. O time entrou em campo pressionado para dar uma resposta após as duas derrotas seguidas. Havia o risco de deixar o G-4 em caso de um tropeço. Mas o Glorioso mostrou que o topo da tabela é o seu lugar. O Fogão lidera com 39 pontos, um a mais do que o Rubro-Negro Baiano.

FOTOGALERIA: As imagens da goleada do Botafogo sobre o Atlético-GO

Na próxima rodada, neste sábado, às 15h, o Botafogo tem um duelo direto no topo da tabela: encara o vice-líder Vitória, no Barradão. O Atlético-GO volta a campo na terça-feira e recebe o Criciúma, às 19h30, no Serra Dourada.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Sem Daniel Carvalho, lesionado, Ricardo Gomes apostou em Tomas no meio de campo. Outra mudança foi por ordem técnica. Diego Giaretta saiu para a entrada de Renan Fonseca.

O jogo

O Botafogo tomou a iniciativa do jogo e não demorou a criar as primeiras chances. Navarro quase marcou aos nove minutos. Depois, Elvis surgiu como centroavante e, de cabeça, tirou de Márcio. A zaga do Atlético-GO, porém, salvou em cima da linha. O gol era questão de tempo. Ele aconteceu aos 22 minutos. Após cobrança de escanteio, Navarro ganhou pelo alto e cabeceou para o fundo da rede: 1 a 0.

A situação alvinegra ficou ainda melhor dois minutos depois. Willian Arão emendou de primeira e fez 2 a 0. O Fogão chegou a ter 62% de posse de bola, além de 11 finalizações. Ricardo Gomes precisou fazer a primeira mudança ainda no primeiro tempo. Carleto sentiu um problema físico e deu lugar a Jean. O Glorioso poderia ter definido o jogo na etapa inicial.

Willian Arão foi um dos destaques do Botafogo. Ele fez o segundo golAndré Mourão / Agência O Dia

O Botafogo voltou para o segundo tempo com Diego Jardel no lugar de Elvis, que sentiu um desconforto muscular. O Fogão ampliou logo aos oito minutos. Navarro passou pela marcação e tocou com categoria na saída de Márcio: 3 a 0. O Dragão tentou diminuir o prejuízo e pela primeira vez ameaçou Helton Leite, que se saiu bem quando foi acionado.

O Glorioso era superior e tratou de aumentar. Em contra-ataque, Elvis recebeu de Luis Ricardo e notou a movimentação perfeita de Navarro. O uruguaio completou para o fundo da rede, marcando o seu terceiro no jogo e o quarto do time. Com propriedade, o Botafogo atropelou o Atlético-GO. Uma vitória de líder.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 4X0 ATLÉTICO-GO

Estádio: Nilton Santos
Público e renda: 3.241 pagantes / 3.667 presentes / R$ 60.650,00
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho
Gols: Navarro (Botafogo, aos 22' do 1ºT e aos 8' do 2ºT e aos 19' do 2ºT) e Willian Arão (Botafogo, aos 24' do 1ºT)
Cartão amarelo: Pedro Bambu (Atlético-GO)
Cartão vermelho: - 

BOTAFOGO: Helton Leite; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho e Thiago Carleto (Jean, aos 42' do 1ºT); Serginho, Willian Arão, Elvis (Diego Jardel, no intervalo) e Tomas; Neilton (Fernandes, aos 35' do 2ºT) e Navarro; Técnico: Ricardo Gomes.

ATLÉTICO-GO: Márcio; Éder Sciola, Samuel, Rafael e Danilo Tarracha; Feijão, Washington (Juninho, aos 23' do 2ºT), Pedro Bambu e Jorginho (Thiago Primão, aos 13' do 2ºT); Wéverton Gomes (Recife, aos 23' do 2ºT) e Willie; Técnico: Gilberto Pereira.