Sem Neymar, Santos supera rendimento dos dois últimos anos ao final do 1º turno

Mesmo com jogo da 11ª rodada pendente, time chega à metade do Brasileirão com 28 pontos. No ano anterior, teve 26 em 19 jogos. Em 2011, somou 22

Por O Dia

São Paulo - Na mesma noite de terça-feira que Neymar brilhou em Boston (EUA) e conduziu a seleção brasileira à vitória por 3 a 1 sobre Portugal, o Santos entrou em campo pelo Campeonato Brasileiro e ganhou do Internacional fora de casa por 2 a 1. Graças a esse resultado, o time já garante campanha de primeiro turno superior às que apresentou nas duas últimas edições da competição, quando ainda tinha o atacante à disposição. Isso ainda com um jogo por fazer.

Ao longo das 18 que disputou até o momento, o Santos somou 28 pontos. A partida pendente do primeiro turno é contra o Náutico, válida pela 11ª rodada, que será disputada na Vila Belmiro apenas no próximo dia 25. O adiamento deu-se por causa da viagem do clube à Espanha para o amistoso contra o Barcelona, no início de agosto.

Em 2012, o Santos chegou à metade do Brasileirão com 26 pontos e ocupava a décima colocação na tabela de classificação naquele momento. O desempenho foi ainda pior no ano anterior, quando tinha 22 pontos e aparecia em 15º lugar.

Jogadores do Santos comemoram a boa faseCarlos Moraes / Agência O Dia

Fazer o time aprender a jogar sem Neymar foi um dos méritos do técnico Claudinei Oliveira, que assumiu o comando logo na terceira rodada, após a saída de Muricy Ramalho. O trunfo na campanha deste ano foi algo que faltou em 2012, quando a ausência da sua principal estrela representava problemas à equipe. O atacante atuou apenas seis vezes durante o primeiro turno da última edição do Brasileirão. O retrospecto foi de quatro vitórias e dois empates. Foram 14 pontos em seis jogos com ele em campo. Sem ele, o desempenho foi de 12 pontos em 13 duelos.

As frequentes ausências de Neymar em 2012 foram motivadas pelas convocações para a seleção brasileira, com a qual ele disputou os Jogos Olímpicos de Londres. Em 2011, o atacante também entrou pouco em campo durante a primeira metade do Brasileirão, mas a razão principal foi outra: a conquista da Libertadores, que acabou limitando também o número de atuações dos outros titulares.

Últimas de _legado_Brasileirao 2013